Futebol Goleiro do Santos diz ser inevitável não comparar Jesualdo e Sampaoli

Goleiro do Santos diz ser inevitável não comparar Jesualdo e Sampaoli

Embora Peixe tenha tido nove desfalques no clássico, Everson acredita que isso não foi motivo para equipe ter feito partida ruim e perder para rival

Lance
Everson, em ação contra o Corinthians, no último domingo

Everson, em ação contra o Corinthians, no último domingo

Ivan Storti/Santos FC

Foi só o Santos ter partidas inconstantes que o trabalho do técnico Jesualdo Ferreira começou a ser contestado e até comparado com o de Jorge Sampaoli, antecessor do português de 73 anos. O goleiro Everson acredita que isso é inevitável na equipe da Baixada Santista.

Veja mais: Artilheiro e paizão: veja amores da vida do craque do Paulista 2019

Na derrota para o Corinthians, por 2 a 0, em Itaquera, o Santos foi apático e teve dificuldade na criação de jogadas. Everson garantiu que os jogadores do Peixe vão ser adaptar o 'mais rápido possível' à filosofia de Jesualdo.

- Isso pode irritar ele, mas é impossível evitar. Foi um ano bom que nós tivemos, mas isso vem mais de vocês. Para nós jogadores não incomoda. Nós somos profissionais, tentamos nos adaptar o mais rápido possível à uma filosofia nova - comentou o goleiro.

- O Sampaoli era muito intenso. Já o professor Jesualdo também é atualizado, mas é um pouco mais resguardado, as linhas mais compactas. Em alguns jogos conseguimos mostrar essas ideias, hoje não foi possível. Agora é trabalhar e aprender cada vez mais com ele - acrescentou.

O Santos teve nove desfalques contra o Corinthians. Aguilar, Veríssimo, Arthur Gomes, Marinho e Sánchez estão lesionados. Soteldo sofreu um desgaste físico na seleção venezuelana sub-23, Alison contraiu uma amigdalite, Madson realiza transição, além de Derlis González não ter agradado Jesualdo.

Veja mais: Irmãos perdidos? Veja sósias anônimos de jogadores de futebol

O goleiro acredita que os desfalques não foram motivos para o Santos ter sido derrotado para o rival.

- Não podemos encostar a cabeça ou colocar a desculpa que eles não jogaram. Temos um elenco, todos estão tendo oportunidades. Infelizmente não conseguimos fazer um bom jogo e agora é tirar um aprendizado desse clássico para que nos próximos não se repita os erros e possamos ganhar, porque é importante ganhar em clássicos - afirmou o camisa 22.

O Santos se reapresenta nesta segunda-feira e tem a semana livre para focar no duelo contra o Botafogo-SP, no próximo dia 10, às 20h, na Vila Belmiro, pela quinta rodada do Paulistão.

Curta a página do R7 Esportes no Facebook

Neymar faz festão em Paris para comemorar 28 anos, confira fotos

Últimas