Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Esporte - Notícias sobre Futebol, Vôlei, Fórmula 1 e mais
Publicidade

Goleiro do Fluminense, Fábio revela trabalho de Fernando Diniz com um jogador a menos nos treinos

Tricolor está acostumado a trabalhar com situações reais de jogo no dia a dia

Futebol|Do R7


Lance
LANCE

Um dos destaques do Fluminense no empate com o Internacional, Fábio revelou que Fernando Diniz trabalha no dia a dia do clube situações em que a equipe tem um jogador a menos. Mesmo após a expulsão de Samuel Xavier, o Tricolor conseguiu arrancar a igualdade e deixar o jogo aberto para o Beira-Rio.

- A gente já jogou algumas partidas com um jogador a menos. E a gente treina bastante no dia a dia com nossos companheiros fazendo com que a equipe enfrente 11 ou 12 jogadores. E é a forma como o Diniz trabalhar. É para essas situações de jogos difíceis e situações de perder um jogador. É tudo trabalhado no dia a dia com a dedicação de todo mundo de superar essa perda de um jogador e isso que colocamos em prática no segundo tempo.

+ Atenção, Tricolor! Concorra a ingressos para a final da Libertadores da América

Embora os quase 70 mil torcedores presentes no Maracanã esperassem um resultado positivo, o veterano não classifica a partida como frustrante, principalmente por conta das circunstâncias ao longo dos 90 minutos. Fábio fez questão de elogiar o Colorado e afirmou que sabia que não encontraria um rival fácil.

Publicidade

- Não tem nada de frustrante. É Libertadores, semifinal contra uma grande equipe. Chegaram aqui com méritos, jogaram jogos difíceis. Não ia ter nada fácil. A gente lutou, o Inter se dedicou. Dentro da partida, as situações mudaram em favor do Fluminense, mas também para o Inter. São coisas que um grande jogo sempre pede.

+ Garanta a sua vaga no curso que formou craques como Pet, Dante e Léo Moura! Cupom: LANCE1000

Publicidade

Por conta do empate, o Fluminense precisará buscar a classificação à final no Beira-Rio, na próxima quarta-feira (3). O goleiro pediu para que o Time de Guerreiros mantenha uma postura de jogo agressiva, como vem demonstrando com Fernando Diniz ao longo da temporada, além de recuperar jogadores que não estejam 100%.

- É ter humildade de continuar sempre trabalhando para melhorar. Jogo lá sempre é difícil, como em outros estádios, como foi contra o Olimpia. Independentemente de ter a vantagem naquela ocasião, temos que respeitar ao máximo, mas não se omitir, buscar um bom futebol, que é a forma como a gente joga. E na hora de marcar, todo mundo tem a consciência do que é necessário. Treinamos muito com Diniz. É se preparar bem, recuperar quem tem que recuperar para todos estarem 100% para fazer um grande jogo. Será uma grande semifinal.

O vencedor entre Fluminense e Internacional irá encarar Palmeiras ou Boca Juniors na grande decisão. A final está marcada para o dia 4 de novembro e será realizada no Maracanã.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.