Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Gabigol vive má fase, atinge 'marca negativa' no Flamengo, mas busca reencontrar faro de gol em 2023

Ídolo rubro-negro é o jogador com mais chances perdidas nas três primeiras rodadas do Brasileirão e não marca com a bola rolando desde...

Futebol|

Lance
Lance Lance

Desde que chegou ao Flamengo, Gabigol se tornou ídolo com os gols dos títulos da Copa Libertadores, em 2019 e 2022, e sua tradicional comemoração, que caiu nas graças dos torcedores e das crianças. Contudo, o atacante, que tem onze troféus pelo clube, convive com a má fase ao ter estufado a rede em apenas duas oportunidades nos últimos quinze jogos, ambos em cobranças de pênalti.

+ Confira e simule a tabela do Campeonato Brasileiro

Com isso, a última vez em que o camisa 10 marcou um gol com a bola rolando foi no dia 15 de fevereiro, quando balançou as redes duas vezes diante do Volta Redonda, pelo Campeonato Carioca. É preciso ressaltar que o atacante atua em outra função com a presença de Pedro em campo, porém a dupla funcionou sob a batuta de Dorival Júnior no ano passado.

O reflexo da má fase foi escancarado no revés por 3 a 2 para o Botafogo, no Maracanã, no último domingo. O jogador teve pelo menos três oportunidades de balançar a meta de Lucas Perri, mas pecou na finalização. Mesmo com sua importância no elenco, o atleta não foi poupado pelos torcedores que, nas redes sociais, teceram diversas críticas ao seu desempenho recente, sobretudo contra o Alvinegro.

Publicidade

+ Flamengo sofre quarta derrota em clássicos na temporada e encerra escrita de oito anos

De acordo com dados do portal 'Sofascore', Gabigol é o jogador que mais perdeu chances claras de gol (cinco, no total) nas três primeiras rodadas do Campeonato Brasileiro. O atleta marcou um gol de pênalti na estreia contra o Coritiba, também no Maracanã, mas tem apresentado números aquém do esperado. Nesse cenário, tem levado 256 minutos para estufar a rede com apenas 17% da conversão de chances na competição.

Publicidade

Com a presença de Pedro na frente, o camisa 10 teve uma função importante pela direita ao ajudar na construção e abrir o corredor para Wesley explorar. No entanto, faltou ao Flamengo poder de criação na primeira etapa, contra o Glorioso, a e a escolha por Ayrton Lucas no meio de campo não surtiu efeito. Após a entrada de Everton Ribeiro, a equipe passou a construir mais e foi neste momento que o ídolo rubro-negro teve chances claras, mas faltou eficiência e tranquilidade.

Caberá a Jorge Sampaoli, que ainda está no início do trabalho, potencializar o futebol de seu atacante, que vivenciou momentos de protagonismo nesta geração, e encontrar o equilíbrio entre as linhas. O elenco é qualificado, mas tem sentido falta de sua principal referência técnica na construção, o uruguaio Arrascaeta, de fora em virtude de problemas físicos.

Publicidade

+ CBF divulga áudio que explica não expulsão de Thiago Maia, do Flamengo, no clássico: 'Ele erra o chute'

Contratado no início de 2019, Gabriel soma um total de 144 gols e 41 assistências em 233 jogos com a camisa do Flamengo. É inegável a importância do atleta no elenco rubro-negro, porém não tem como esconder que a fase não é das melhores. O momento é de trabalhar também o psicológico, pois cada gol perdido pode trazer insegurança na tomada de decisão e na busca pelo bom futebol de outrora.

Confira os números de Gabigol em cada temporada

2019

59 jogos (56 como titular e 3 como reserva)

5.320 minutos em campo

43 gols

11 assistências

Aproveitamento com ele em campo: 59J, 39V, 12E, 8D, 73%

2020

43 jogos (40 como titular e 3 como reserva)

3.492 minutos em campo

27 gols

12 assistências

Aproveitamento com ele em campo: 43J, 27V, 6E, 10D, 67%

2021

45 jogos (45 como titular)

4.075 minutos em campo

34 gols

10 assistências

Aproveitamento com ele em campo: 45J, 28V, 11E, 6D, 70%

2022

63 jogos (55 como titular e 8 como reserva)

4.946 minutos em campo

29 gols

3 assistências

Aproveitamento com ele em campo: 63J, 38V, 13E, 12D, 67,1%

2023

23 jogos (21 como titular e 2 como reserva)

1.855 minutos em campo

11 gols

2 assistências

Aproveitamento com ele em campo: 23J, 12V, 1E, 10D, 52%

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.