Futebol Fred exalta 'grandeza' da Copa do Brasil e evita metas pessoais: 'Maior motivação é fazer o Flu ganhar'

Fred exalta 'grandeza' da Copa do Brasil e evita metas pessoais: 'Maior motivação é fazer o Flu ganhar'

Em entrevista coletiva nesta terça-feira, centroavante fala sobre jogos contra o Atlético-GO no Brasileiro e Copa do Brasil e diz que gol no clássico 'tira peso das costas'

Lance
Lance

Lance

Lance

O desejo de pisar firme na busca por sonhos maiores marca o novo momento de Fred com a camisa do Fluminense. Em entrevista coletiva exibida pela Flu TV no início da tarde desta terça-feira, o centroavante ressaltou que está com suas atenções voltadas para o confronto com o Atlético-GO, pela sétima rodada Campeonato Brasileiro, e alertou para a "grande sequência" que a equipe terá contra o rival desta quarta-feira.

- Eu aprendi na minha carreira a sempre pensar no próximo jogo. O maior objetivo será vencer esse jogo de amanhã contra o Atlético-GO. A gente acabará tendo uma sequência grande contra eles. Vamos pegar amanhã e depois enfrentar na Copa do Brasil que é uma competição que todos os clubes brasileiros estão dando muita ênfase - disse.

Horas depois do Tricolor das Laranjeiras saber que o Dragão será o adversário da equipe na quarta fase, o ídolo frisou como a competição tem sido encarada no momento.

- É uma competição muito atraente pelo o que ela esta pagando para os clubes e pela grandeza. Ela está até igual ao Brasileirão para os clubes brasileiros - declarou.

Fred também não escondeu o alento que lidou com muita incerteza até reencontrar o caminho das redes no fim de semana passado, na vitória por 2 a 1 sobre o Vasco. E detalhou que ainda passa por um trabalho meticuloso para entrar em sua forma ideal.

- Eu estou voltando de um longo tempo sem jogar. Por causa da pandemia, também, a situação que eu tive sem contrato... Eu fiquei sem treinar também, treinando em separado, sem adversário, sem treino com bola, sem treino técnico, tático, sem jogo. Única coisa que pode me salvar realmente é ritmo de jogo e quando a gente fez uma programação para voltar aos poucos, eu tive que operar o olho e acaba dando uma travada de tudo... Mas começamos do zero, deu um probleminha na coxa... - e desabafou sobre o gol:

- Estava me cobrando muito por esse gol na minha volta. Eu costumo dizer que o camisa 9 faz gol sozinho, não é possível que só eu nesse retorno que não ia fazer gol, o 9 do Fluminense. Então estava me cobrando muito. Foi muito bom porque foi em clássico, o gol da vitória. É um gol que dá uma paz, tira o peso das costas muito grande. Mesmo com a experiência e com a história, a cobrança vai vir dobrada e fez bem para mim - completou.

O atacante, porém, evitou traçar metas em relação ao número de gols ou recordes.

- Na verdade, eu acompanho por vocês, o pessoal da minha assessoria manda, do Fluminense também: "Olha, para fazer 100 gols, para ser o segundo maior do Brasileirão, o maior dos pontos corridos, do Maracanã"... Isso é uma motivação extra, sim , mas a maior motivação minha é fazer gols para o nosso time ganhar, porque aí as coisas estão fluindo, vai dar tudo certo - disse.

Últimas