Futebol Fluminense pode retornar à Libertadores sem três titulares

Fluminense pode retornar à Libertadores sem três titulares

Fred sentiu lesão muscular na coxa e ainda passará por exames; Martinelli está suspenso e Nino vai para a Seleção olímpica a partir desta quinta

Lance
Lance

Lance

Lance

Depois de uma vitória marcante no Fla-Flu, a expectativa do torcedor era ver um Fluminense diferente. De fato, foi o que aconteceu. Com André e Luiz Henrique como novidades, a equipe fez uma boa partida, mostrou mobilidade e tentou chegar, mas parou em noite inspirada do goleiro Richard para concretizar o empate por 0 a 0 em São Januário com o Ceará. Mais do que apenas isso, o técnico Roger Machado pode ter problemas pela frente. Fred saiu machucado e pode se tornar mais um desfalque.

+ ATUAÇÕES: Caio Paulista brilha em empate do Fluminense contra o Ceará e tem o melhor desempenho do jogo

A lesão do camisa 9 pode significar o Flu sem centroavantes no jogo de ida da Libertadores, na próxima terça-feira. Abel Hernández tem poucas chances de estar disponível e Raúl Bobadilla segue em transição. John Kennedy continua em recondicionamento físico após Covid-19. Por fim, o jovem João Neto novamente não foi relacionado e, assim, quem fica é Lucca.

A ausência de Fred se somaria a outros problemas. Nino fez a última partida antes de se apresentar à Seleção Brasileira olímpica. Ele vai perder as duas partidas da Libertadores e pelo menos a ida da Copa do Brasil. O favorito para substituí-lo é Manoel. Já no meio, Martinelli está suspenso, mas viu André ir bem no primeiro teste ao lado de Yago Felipe, sendo um dos melhores em campo no Brasileirão.

Veja a tabela do Brasileirão

Já dentro de campo, o Fluminense se viu em situação diferente das partidas anteriores e precisou propor mais, ficando com a posse de bola, algo que não vinha acontecendo nem nos jogos em casa. Mesmo assim, se aproveitando da formação diferente, a equipe foi dinâmica, mas faltou ter mais sorte com o goleiro adversário e até arriscar mais. O destaque negativo ficou para a arbitragem, que picotou o duelo com muitas faltas e os jogadores e comissões reclamaram ao longo dos 90 minutos.

JOGO INTENSO

Em São Januário, o Fluminense começou bem e apresentou movimentação rápida e perigosa para o adversário. Como armador, Fred participou das duas jogadas de perigo enquanto esteve em campo. Caio Paulista deu velocidade ao ataque e chegou a fazer um gol, mas estava impedido. Após a saída do camisa 9, o jogo equilibrou e se concentrou no meio-campo, mas houve tentativas de ambos os lados. Lucca, que entrou como a primeira reposição, não conseguiu aproveitar as chances criadas, enquanto Luiz Henrique apareceu bem, mas mostrou ansiedade na hora de finalizar.

No segundo tempo, o Tricolor também pressionou nos minutos iniciais, mas foi perdendo o ritmo, principalmente com a dificuldade de Gabriel Teixeira de fazer transições para o ataque. O jovem, que jogava como ponta-esquerda, ficou preso por atuar centralizado e não conseguiu apresentar o que o seu potencial promete. Roger Machado optou por não alterar o time até os 15 minutos finais do jogo, e quando o fez não conseguiu retomar a ofensividade do time.

Com o Ceará crescendo na partida, a defesa teve mais trabalho, mas deu conta do recado, pressionando o ataque dos visitantes. Desta forma, os adversários precisaram arriscar chutes de fora da área na maioria das vezes. Assim como na etapa inicial, os lances de maior produtividade foram protagonizados por Caio Paulista, inclusive com uma jogada individual que quase resultou em gol.

Apesar de não ter sofrido a derrota, o resultado é visto com preocupação. Mesmo tendo dominado o jogo, o Fluminense cravou o quinto empate em dez rodadas do Brasileirão. Tendo em vista o calendário apertado e o natural desgaste decorrente do número de jogos, Roger Machado tem o desafio de encaixar o time com desfalques importantes e ao mesmo tempo buscar mais vitórias para sair do meio da tabela.

Com o resultado, o Tricolor fica em 10º, com 14 pontos, enquanto o Alvinegro está logo acima, com a mesma pontuação, em nono. O Flu volta a entrar em campo no próximo sábado, quando visita o Sport às 19h, pela 11ª rodada.

*Estagiária sob supervisão de Luiza Sá

Últimas