Campeonato Brasileiro

Futebol Fluminense goleia a Chapecoense e vai à Libertadores 2022

Fluminense goleia a Chapecoense e vai à Libertadores 2022

David Braz, Luiz Henrique e Abel Hernández garantem 3 a 0 e fazem a festa com a torcida no Maracanã

Lance
Lance

Lance

Lance

A ansiedade chegou a rondar o Fluminense em alguns momentos no Maracanã. Mas, após controlar os ânimos, o Tricolor das Laranjeiras contou com um segundo tempo exemplar para decretar a goleada por 3 a 0 sobre a rebaixada Chapecoense, nesta quinta-feira (9). David Braz, Luiz Henrique e Abel Hernández fizeram os gols do triunfo no Maracanã. O resultado deixou a equipe classificada para primeira fase da Libertadores devido ao triunfo do RB Bragantino sobre o Internacional. Os tricolores ficam com 54 pontos, em sétimo lugar na competição, dois a menos que o Massa Bruta.

QUANTA AFOBAÇÃO!

Empurrado por sua torcida e diante de um adversário já rebaixado, o Fluminense logo tomou as rédeas da partida. No entanto, a equipe era atabalhoada em suas investidas. Em chance frontal, Cazares cobrou falta na barreira. André buscou o passe para Luiz Henrique, mas o atacante chegou atrasado. Jhon Arias fez o cruzamento e Bobadilla desviou, só que a cabeçada parou facilmente nas mãos de João Paulo.



O reflexo da falta de tranquilidade veio aos 17 minutos. Lançado por André, Arias ajeitou para chutar. Entretanto, o meio-campista e Bobadilla se atrapalharam ao tentar driblar o goleiro.

ATAQUE DE NERVOS

A equipe de Marcão, aos poucos, tentou controlar seus nervos diante de uma Chape bem postada defensivamente. Na primeira chance mais incisiva, Marlon alçou e Jhon Arias mandou uma cabeçada no travessão. Em seguida, Bobadilla abriu caminho para Cazares finalizar e a bola parar com tranquilidade nas mãos de João Paulo.

POR UM TRIZ

Os tricolores ensaiaram o grito de gol quando Cazares cobrou falta venenosa no canto. João Paulo se esticou e, no limite da linha, defendeu. O Fluminense continuou a cercar o adversário. Bobadilla entrou na área, bateu rasteiro e Ignácio se desdobrou para salvar. Nos acréscimos, Marlon alçou para a área. Após bola escorada, Bobadilla desviou e Jhon Arias chegou a deslocar João Paulo, só que a bola parou na trave.

DA ANSIEDADE À EXPLOSÃO TRICOLOR

O Fluminense voltou do intervalo de forma avassaladora e logo mostrou sua postura incisiva. Cazares encheu o pé obrigou João Paulo a espalmar no susto. Na sobra, Bobadilla mandou para fora. Em seguida, Marlon chutou cruzado e obrigou o goleiro da Chapecoense a espalmar.

De tanto massacrar, o Tricolor das Laranjeiras consolidou de vez sua vaga na Copa Libertadores de 2022. Marlon cobrou escanteio e David Braz surgiu em meio aos zagueiros para, de joelho, mandar para a rede aos três. Impetuoso, Luiz Henrique continuou a levar os tricolores à frente até garantir o segundo gol. O atacante deu chute rasteiro e a bola bateu nas duas traves antes de balançar a rede de João Paulo.

EM BOM RITMO

A vantagem deu não só a tranquilidade ao Tricolor das Laranjeiras quanto à sua situação no Brasileirão como também para criar oportunidades. Marlon finalizou e Jordan salvou no limite. Enquanto a Chapecoense teve sua única tentativa em bicicleta de Rodrigo, os comandados de Marcão continuaram a ter chances com Cazares e Bobadilla.

PARA AUMENTAR A FESTA!

O clima de euforia ficou ainda mais extenso nos acréscimos. Minutos depois de entrar no lugar de Cazares, Wallace serviu Abel Hernández. O atacante avançou e bateu colocado para o fundo da rede.

FICHA TÉCNICA

FLUMINENSE x CHAPECOENSE
Data/Hora: 09/12/2021, às 21h30
Estádio: Maracanã (RJ)
Árbitro: Leandro Pedro Vuaden (RS)
Assistentes: Jorge Eduardo Bernardi e Jose Eduardo Calza (RS)
VAR: Leone Carvalho Rocha (GO)

Cartões amarelos: David Braz, Matheus Martins (FLU), Ignácio, Ronei (CHA)

Gols: David Braz, 3/2T (1-0), Luiz Henrique, 13/2T (2-0), Abel Hernández, 47/2T (3-0)

FLUMINENSE: Marcos Felipe; Samuel Xavier, David Braz, Luccas Claro e Marlon (Danilo Barcelos, 39/2T); André, Martinelli (Nonato, 31/2T), Cazares (Walace, 45/2T), Arias e Luiz Henrique (Matheus Martins, 39/2T); Bobadilla (Abel Hernández, 32/2T). Técnico: Marcão

CHAPECOENSE: João Paulo; Jordan, Laércio (Tiago Coser, 31/2T) e Ignácio; Ryan, Busanello, Ronei, Mancha (Vasconcelos, 43/2T) e Marquinho (Rafael Hostein, 14/2T); Rodrigo Silva (Artur Vanzela, 32/2T) e Perotti. Técnico: Felipe Endres

Últimas