Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Esporte - Notícias sobre Futebol, Vôlei, Fórmula 1 e mais
Publicidade

Fluminense abre vantagem nas quartas de final da Libertadores pela primeira vez na história

Tricolor busca uma vaga na semifinal da competição

Futebol|Do R7


Lance
Fluminense busca chegar em sua segunda semifinal na história da Libertadores (FOTO DE MARCELO GONÇALVES / FLUMINENSE FC)

Na vitória sobre o Olimpia, o Fluminense conquistou um feito inédito em sua história na Libertadores. Pela primeira vez, o Tricolor chega em um jogo de volta das quartas de final da competição com uma vantagem após ter vencido seu adversário na partida de ida.

+ Confira a classificação do Brasileirão

Nesse sentido, a equipe de Fernando Diniz busca chegar à segunda semifinal da história do clube, o que aconteceu somente em 2008, quando o Time de Guerreiros, até então comandado por Renato Gaúcho, alcançou a decisão da maior competição da América do Sul, mas ficou com o vice após uma derrota nos pênaltis para a LDU.

+ Abel Braga revela como era trabalhar com Fred em entrevista exclusiva para o Lance! Assista!

Publicidade

Em 2008 e 2012, o Tricolor foi derrotado nas confrontos de ida por 1 a 0 contra São Paulo e Boca Juniors, respectivamente. Diante da equipe comandada por Muricy Ramalho, a equipe das Laranjeiras conseguiu reverter a situação no Maracanã com uma vitória por 3 a 1, mas caiu diante dos argentinos quatro anos mais tarde.

Em 2013, o Fluminense empatou com o mesmo Olimpia por 0 a 0 em São Januário, mas sofreu uma derrota por 2 a 1 no Defensores del Chaco. Já em 2021, o Time de Guerreiros não conseguiu superar o Barcelona de Guayaquil em duelo que terminou em 2 a 2, enquanto os equatorianos avançaram à semifinal após o 1 a 1 no Estádio Monumental Isidro Romero Carbo. Na época, a regra do gol fora de casa ainda estava valendo.

Publicidade

JOGO DECISIVO

O Fluminense viaja para o Paraguai nesta terça-feira com uma grande vantagem na bagagem, mas ainda assim o clube precisa ser cuidadoso. Em edições passadas da Libertadores, o Tricolor também conseguiu abrir uma vantagem de dois gols de diferença sobre seus rivais, mas acabou sendo eliminado.

Em 2011, o Time de Guerreiros venceu o Libertad por 3 a 1 no jogo de ida das oitavas de final da competição, mas sofreu uma derrota por 3 a 0 na volta. E em 2022, o Tricolor encarou o mesmo Olimpia na 3ª fase da Libertadores, triunfou com um 3 a 1 no Nilton Santos, mas sofreu um revés por 2 a 0 no Defensores del Chaco e caiu nos pênaltis.

Por conta disso, Fernando Diniz e seu elenco estão cientes de que não podem sentar em cima da vantagem e algumas lições precisam ser aprendidas do duelo do ano passado.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.