Futebol Flamengo sofre virada do Atlético-PR e fecha ano sob vaias

Flamengo sofre virada do Atlético-PR e fecha ano sob vaias

Quase 66 mil rubro-negros lotaram Maracanã no último jogo da temporada, mas Furacão acabou com festa de despedida para Lucas Paquetá

Lance
Lance

Lance

Lance

Uma grande festa de despedida, protagonizada pela torcida, aguardou o Flamengo neste sábado (1º), no Maracanã. Os mais de 66 mil rubro-negros, porém, deixaram o estádio decepcionados. O time de Dorival Júnior saiu na frente, mas sofreu a virada na etapa final e perdeu do Atlético-PR por 2 a 1 na última partida do ano, terminando 2018 sob vaias e xingamentos de parte da torcida.

Classificação e jogos do Brasileirão

Cabia mais...

Garantido no segundo lugar da tabela, o Flamengo entrou em campo sem maiores pretensões. Até por isso, atuou de forma mais leve, sem perder a seriedade. Diante de um Atlético-PR reserva, visando a decisão da Copa Sul-Americana, teve o domínio da partida e criou as oportunidades naturalmente.

O gol saiu na bola parada. Rhodolfo subiu mais alto que os zagueiros e, de cabeça, fez 1 a 0, aos 22 minutos da etapa inicial. O escanteio foi cobrado por Diego com perfeição. Antes do intervalo, Uribe, Everton Ribeiro e Paquetá tiveram chances, mas não conseguiram ampliar a vantagem do Flamengo.

"Reforçado", Furacão vira!

O time reserva do Atlético-PR fez um primeiro tempo ruim no Maracanã. A desvantagem por 1 a 0 na ida para o intervalo, portanto, deixou o time "vivo" para a etapa final. Com os "reforços" dos titulares Pablo e Lucho González, o Furacão virou o placar. O argentino foi decisivo, dando as duas assistências.

A primeira foi para Rossetto, que girou em cima da marcação e, de dentro da área, chutou rasteiro: 1 a 1. Minutos depois, Lucho encontrou Rony aberto na esquerda. O camisa 9 carregou para o meio e fuzilou de pé direito: golaço.

Clima quente!

Após o gol do Atlético-PR, o jogo esquentou no Maracanã. Arão foi expulso por falta dura em Rony. Formou-se confusão generalizada que terminou com as expulsões do técnico Dorival Jr e do atacante Rony.

Foco na Sul-Americana!

O Atlético-PR entrou em campo com chances matemáticas de classificar-se para a Libertadores do ano que vem via Brasileirão. Contudo,o Atlético-MG venceu o Botafogo e o Furacão terminará a Série A fora do G-6.

Assim, o foco é total na conquista da Copa Sul-Americana.

Na quarta-feira, na Colômbia, o Atlético-PR enfrenta o Junior Barranquilla no jogo de ida da decisão. A volta, na Arena da Baixada, será no próximo dia 12.

FLAMENGO 1X2 ATLÉTICO-PR

Estádio: Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)
Data: 1/12/2018, às 19h
Árbitro: Flavio Rodrigues de Souza (SP)
Assistentes: Alex Ang Ribeiro (SP) e Tatiane Sacilotti dos Santos Camargo (SP)
Renda/Público: R$ 697.255,00 / 62.994 pagantes / 66.064 presentes

Cartão amarelo: Piris da Motta, Pará, Willian Arão e Lucas Paquetá (FLA); Wellington (CAP)
Cartão vermelho: Willian Arão.

Gols: Rhodolfo (1-0, 22'/1ºT), Rossetto, (1-1, 19'/2ºT) e Rony (1-2, 25'/2ºT)

FLAMENGO: César; Pará (Rodinei, 29'/2ºT), Rhodolfo, Léo Duarte e Renê; Piris da Motta (Vitinho, 33'/2ºT), Willian Arão, Lucas Paquetá e Diego; Everton Ribeiro (Berrío, 24'/2ºT) e Uribe - T: Dorival Júnior

ATLÉTICO-PR: Felipe Alves; Diego (Lucho, 21'/2ºT), Wanderson, José Ivaldo e Márcio Azevedo; Wellington, Camacho (Bruno Guimarães, 48'/2ºT), Marcinho e Rossetto; Marcelo Cirino (Pablo, Intervalo) e Rony - T: Thiago Nunes

Líderes, Juventus e City ampliam vantagens na Itália e na Inglaterra

Últimas