Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Flamengo se posiciona sobre acusações de propina a árbitros: 'Desconfortável para Textor e CBF'

Marcos Braz, vice-presidente de futebol, abordou o assunto nesta sexta-feira (8)

Futebol|

Lance
Lance Lance (Lance)

O Flamengo teve posicionamento através de seu vice-presidente de futebol, Marcos Braz, sobre as acusações de John Textor contra a arbitragem brasileira. De acordo com o dirigente, a postura do Rubro-Negro será a de aguardar a apresentação de provas e possíveis providências.

➡️ Tudo sobre o Mengão agora no WhatsApp. Siga o nosso novo canal Lance! Flamengo

Braz reiterou que o Rubro-Negro falará profundamente sobre o assunto após as possíveis filmagens e áudios serem disponibilizadas. Contudo, o vice espera que o dono da SAF do Botafogo prove o que disse. Caso contrário, aguardará atitudes da CBF.

+ Com R$100, você pode ganhar R$190 na Lance! Betting se o Fla x Flu tiver três ou mais gols!

Publicidade

- Textor tem o tamanho dele, tem responsabilidade do que falou. Agora, a situação está bem desconfortável para o Textor e a CBF. Um assunto desse, gravíssimo... Ou o Textor chega e prova o que disse, e não estou colocando juízo de valor nele. Se ele não fizer isso, vamos aguardar o que a CBF vai fazer. Porque, diante destas acusações, não fazer nada também fica difícil. Parece até que está querendo forçar em cima das arbitragens.

- É um dever meu falar sobre esse assunto após ele apresentar as possíveis provas, depois a gente analisa. A gente nunca ouviu falar desse assunto. (...) É um assunto que hoje não é do Flamengo. É do Textor, que falou com a imprensa. Vamos esperar os áudios e as provas. A posição do Flamengo é essa - afirmou Marcos Braz, em entrevista de apresentação do zagueiro Léo Ortiz no Flamengo.

Publicidade

➡️ Siga o Lance! no WhatsApp e acompanhe em tempo real as principais notícias do esporte

O QUE ACONTECEU?

Publicidade

John Textor afirmou, após a vitória sobre o Bragantino pela Libertadores, que possui áudios de árbitros reclamando de não receberem propinas combinadas. Sem apresentar as provas, o dono da SAF do Botafogo fez a promessa de que, em 30 dias, as pessoas saberão o que teria acontecido no Brasileirão de 2023, que terminou com título do Palmeiras.

+ ANAF sobe o tom contra acusações de Textor, do Botafogo: ‘Se não provar, tem que ser banido’

- Os fãs vão ficar sabendo, nos próximos 30 dias, o que realmente aconteceu no campeonato. (...) Alguém dizer que não há corrupção no Brasil, quando eu tenho juízes gravados reclamando de não terem suas propinas pagas... Talvez a CBF não devesse me processar. Eu não acusei o Ednaldo. Nunca disse nada sobre ele. Ele não é um corrupto. Ele é um homem que comanda uma organização que provavelmente precisa administrar melhor a corrupção externa. Porque é uma batalha contra fatores externos. É uma batalha que existe e está aqui. Houve manipulações e erros em 2021, 2022, 2023, e nós temos provas - afirmou Textor.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.