Futebol Flamengo foi o clube sul-americano com mais gastos em transferências internacionais em 2020, aponta Fifa

Flamengo foi o clube sul-americano com mais gastos em transferências internacionais em 2020, aponta Fifa

Relatório da entidade disseca mercado global de transferências e mostra o poderio financeiro do Rubro-Negro

Lance
Lance

Lance

Lance

Protagonista no mercado da bola nos últimos anos, o Flamengo segue demonstrando seu poderio financeiro na hora de contratar. De acordo com relatório da Fifa divulgado nesta segunda-feira, o Rubro-Negro foi o clube da América do Sul com mais gastos em transferências internacionais em 2020.

+ Confira a nota dos jogadores do Flamengo na vitória sobre o Goiás

O estudo, que leva em conta 211 associações nacionais e mais de 7 mil clubes profissionais, não apontou os valores exatos, mas mostrou o Rubro-Negro à frente de Atlético-MG e Palmeiras. Dos dez principais gastadores vinculados à Conmebol, oito são brasileiro e dois são paraguaios: Olimpia e Libertad.

Grande parte do montante gasto pelo Flamengo foi na transferência de Gabigol, em janeiro do ano passado. Para manter o atacante, o clube carioca desembolsou 17 milhões de euros (cerca de R$ 78,4 milhões) após longa negociação com a Inter de Milão. Esta se tornou, inclusive, a compra mais cara da história do futebol brasileiro em valores absolutos.

+ Veja mais notícias do Flamengo
+ Flamengo de volta ao G-4: confira a tabela completa do Brasileirão

Confira o ranking divulgado pela Fifa:

1- Flamengo (Brasil)
2- Atlético-MG (Brasil)
3- Palmeiras (Brasil)
4- Red Bull Bragantino (Brasil)
5- Corinthians (Brasil)
6- Santos (Brasil)
7- São Paulo (Brasil)
8- Libertad (Paraguai)
9- Olimpia (Paraguai)
10- Internacional (Brasil)

Últimas