Futebol Fla sofre, vence o Galo e diminui distância para o líder do Brasileirão

Fla sofre, vence o Galo e diminui distância para o líder do Brasileirão

Time rubro-negro superou o Atlético Mineiro por 2 a 1 neste domingo (23), no Maracanã, chegou aos 48 pontos e está mais perto do São Paulo

Com gols de Arão e Lucas Paquetá, time rubro-negro superou o Atlético Mineiro

Lance

Lance

Lance

O importante era vencer e assim o Flamengo fez neste domingo. Com gols de Willian Arão e Lucas Paquetá, o Rubro-Negro venceu o Atlético-MG por 2 a 1, apesar do sofrimento até o fim. O Galo, que marcou com Léo Silva, pressionou e acertou o travessão de Diego Alves no último lance da partida no Maracanã.

A atuação não foi de encher os olhos, mas o time de Maurício Barbieri diminuiu a distância para os primeiros colocados São Paulo (51) e Internacional (50), que empataram nesta rodada, além de abrir uma diferença maior para o Atlético-MG, que permanece com 42.

Na próxima rodada, o Flamengo visita o Bahia, enquanto o Galo recebe o Sport. Antes, no entanto, o Rubro-Negro decide uma vaga na final da Copa do Brasil contra o Corinthians. A partida será na quarta-feira, às 21h45, em São Paulo.

Com mudanças, Flamengo sai na frente

Maurício Barbieri preparou um Flamengo com novidades durante a semana. As principais surpresas foram Matheus Savio e Trauco entre os titulares. A dupla não poderia ter começado melhor. O peruano fez boa jogada individual e rolou para Arão. Dentro da área, o camisa 5 só escolheu o canto e saiu para o abraço: 1 a 0 antes dos dois minutos de partida.

Rubro-Negro oscila e Galo cresce

Na sequência, foi Matheus Savio quem cruzou na cabeça de Henrique Dourado. O centroavante marcou, mas o impedimento foi assinalado corretamente, mantendo o jejum do camisa 19. Na etapa final, o camisa 19 balançaria outra vez a rede, mas, novamente, a posição irregular seria marcada corretamente.

O Galo equilibrou o duelo e passou a ameaçar pelo lado direito, com Chará e Luan em cima do Pará. Além disso, o Fla diminuiu o ritmo. Savio, Paquetá e Trauco erraram passes simples e a torcida mostrou-se insatisfeita antes do intervalo.

Léo Silva faz história

Se não conseguiu ameaçar Diego Alves com a bola no chão, o Atlético chegou ao empate pelo alto - arma já conhecida da equipe mineira. Léo Silva venceu a marcação de Léo Duarte e Arão para cabecear forte: 1 a 1. Foi o seu 32 gol no Brasileirão. Assim, o capitão atleticano tornou-se o maior zagueiro artilheiro da competição, deixando justamente Réver, hoje do Flamengo, para trás.

Cenário se repete, Flamengo sofre e vence

Com Vitinho no lugar de Savio, o Flamengo repetiu o bom início na segunda etapa. Resultado: nova assistência de Trauco e gol de Lucas Paquetá O cruzamento do peruano e a cabeçada do meia foram perfeitas.

A pressão do Galo também se repetiu - e de forma mais intensa. O time de Thiago Larghi ocupou o campo de ataque. Diego Alves foi exigido, mostrou segurança, mas não precisou fazer grande defesa. Apesar de alguns vacilos da defesa, o Flamengo resistiu. No último lance da partida, Cazares cobrou falta lateral e Réver desviou. A bola explodiu no travessão e o Maracanã ficou em silência por alguns segundos. O Flamengo venceu, mas sofreu até o apito final.

FICHA TÉCNICA
FLAMENGO 2X1 ATLÉTICO-MG

Estádio: Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)
Data: 23 de setembro de 2018, às 16h
Árbitro: Rodolpho Toski Marques (Fifa/PR)
Assistentes: Ivan Carlos Bohn (PR) e Victor Hugo Imazu dos Santos (PR)
Renda/Público: R$ 1.062.984,50 / 36.018 pagantes (39.462 presentes)

Cartão amarelo: Pará e Henrique Dourado (FLA); Emerson e Denilson (CAM)
Cartão vermelho: Não houve.

GOLS: Arão (1-0, 1'/1ºT), Léo Silva (1-1, 22'/1ºT) e Lucas Paquetá (2-1, 8'/2ºT)

FLAMENGO: Diego Alves; Pará, Léo Duarte, Réver e Trauco; Cuéllar, Arão, Lucas Paquetá e Savio (Vitinho, Intervalo, e depois Marlos Moreno, 36'/2ºT); Everton Ribeiro e Henrique Dourado (Piris da Motta, 27'/2ºT) - T: Maurício Barbieri

ATLÉTICO-MG: Victor; Emerson, Léo Silva, Maidana e Fábio Santos; Zé Welison, Elias, Tomás Andrade (Cazares, 35'/1ºT) e Chará; Luan (Edinho, 23'/2ºT) e Ricardo Oliveira (Denilson, 40'/2ºT)- T: Thiago Larghi