Futebol Fernando Lázaro diz que 'energia de Sylvinho' ja influenciou o Corinthians em goleada

Fernando Lázaro diz que 'energia de Sylvinho' ja influenciou o Corinthians em goleada

Analista de desempenho comandou o Timão nos dois últimos jogos e terá papel ativo na nova comissão técnica corintiana

Lance
Lance

Lance

Lance

Ainda que não estivesse comandando o Corinthians no banco de reservas, a ‘Era Sylvinho’, novo técnico do clube, começou com goleada por 4 a 0 sobre o River Plate (PAR), nesta quarta-feira (26), pela última rodada do grupo E da Copa Sul-Americana, na Neo Química Arena.

Apresentado na última terça-feira (25), véspera do confronto pela competição continental, Sylvio comandou o treinamento que antecedeu o duelo contra o time paraguaio, mas não esteve no banco de reservas por questões burocráticas. No gramado, o analista de desempenho Fernando Lázaro, interino desde a demissão de Vagner Mancini, há duas semanas, e parceiro do novo comandante em trabalhos antigos, na Seleção Brasileira, Lyon (FRA) e no próprio Timão, afirmou que a chegada de Sylvinho teve aspecto energético para a vitória com propriedade sobre o River.

– Sylvinho é daquele jeito que já se apresentou, transforma ambiente. É uma energia grande e sso já se acrescenta e muda o clima. Ele trouxe essa ideia e já colocou no primeiro momento, de dar a casa do time. Viajou a madrugada inteira, chegou de manhã, dormiu mal, fez reunião às 7h, às 10h se apresentou, treinou e são não esteve em campo por questões de burocracia – disse em entrevista coletiva virtual após a partida.

Ex-lateral-esquerdo corintiano e integrante da comissão técnica de Tite e Mano Menezes, entre 2013 e 2014, no Timão, Sylvinho chega ao Parque São Jorge para a sua primeira experiência como treinador no futebol brasileiro, e já esteve nas tribunas da arena corintiana para acompanhar a partida desta noite. Nela, pode ver um sistema defensivo novamente postando com quatro atletas, como gosta de implantar, algo que deixou claro até mesmo na sua apresentação. No entanto, Lázaro garante que a preferência por um quarteto defensivo não significa que possa haver variações no setor durante o trabalho do novo técnico.

– Na verdade, o Corinthians atuou com três e quatro. Eles fizeram linha de três em quatro jogos, porque as circunstâncias pediam, mas jogaram muito em linha de quatro. Os últimos dois jogos foi em um sistema que muitos atletas já participaram e tem lastro. O Sylvinho há falou que gosta desse sistema e tem domínio grande de linha de quatro. É um caminho. No Lyon usamos a linha de três em alguns momentos, começamos com linha de quatro e depois usamos linha de três. Ele (Sylvinho) tem conhecimento e propriedade para jogar com linha de três. Não é algo definitivo, mas vem desenvolvendo e passo a passo vai ganhado uma construção para a equipe jogar.

A estreia de Sylvinho banco de reservas do Corinthians é estimada para este domingo (30), quando o clube entra em campo pela primeira vez nesta edição do Campeonato Brasileiro, às 18h15, contra o Atlético-GO, na Neo Química Arena.

Últimas