Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Fernando Diniz revela condição de Marcelo para a Recopa e justifica derrota do Fluminense para o Flamengo

Tricolor se distancia do título da Taça Guanabara

Futebol|

Lance
Lance Lance (Lance)

Técnico do Fluminense, Fernando Diniz elogiou a postura de sua equipe no primeiro tempo contra o Flamengo. No entanto, o treinador justificou a derrota por conta do cansaço sentido por alguns atletas e as alterações que foi obrigado a fazer no intervalo da partida.

➡️ Tudo sobre o Tricolor agora no WhatsApp. Siga o nosso canal Lance! Fluminense

- No primeiro tempo, o time conseguiu fazer uma partida equilibrada dentro das condições possíveis. O Flamengo mereceu, foi uma vitória justa. Precisávamos vencer para ter a chance de ganhar a Taça Guanabara. No intervalo, tivemos que fazer três substituições, pois Guga e Thiago Santos estavam cansados, e o Marlon sentiu o joelho. Mexemos um pouco na estrutura do time. Depois que o Flamengo fez o gol, tínhamos mais necessidade de avançar, pois precisávamos fazer dois gols, e o jogo ficou mais desequilibrado. O Flamengo soube aproveitar.

O treinador também avaliou a condição de Marcelo, Samuel Xavier, Keno e Marcelo para o jogo decisivo em busca do título da Recopa. Na quinta-feira (29), o Fluminense encara a LDU em busca do troféu continental.

Publicidade

- Os dois são dúvidas (em relação a Marcelo e Samuel Xavier). Pode ser que a gente possa contar. Depende da melhora do Marcelo. E do Samuel também, como ele vai reagir aos treinamentos de amanhã e depois de amanhã. O Marlon preocupa um pouco mais, pois ele teve que sair. Se queixou de uma dor forte no joelho. O Keno não preocupa em nada. Poupamos mais ou menos metade dos titulares de linha. Ele sentiu muito os efeitos da altitude.

Além da Recopa, o Fluminense tem mais um clássico contra o Botafogo, pelo Campeonato Carioca, no próximo fim de semana. O clube tem a chance de se manter na vice-liderança, mas também corre o risco de amargar a 4ª colocação em caso de tropeço.

Publicidade

CONFIRA OUTRAS RESPOSTAS DE FERNANDO DINIZ:

CANSAÇO PELA ALTITUDE

Publicidade

- Isso é uma coisa muito individual de jogador para jogador. De como eles reagem a cada jogo. O André jogou lá os 90 minutos e jogou os 90 minutos hoje também como se não tivesse jogador na altitude. A gente tem um dia a mais de descanso e estaremos com um time ok na quinta-feira para fazer um grande jogo.

DOUGLAS COSTA

Publicidade

- É um jogador talentoso. É uma alegria muito grande poder contar com o Douglas. Ele está readquirindo a melhor forma de maneira gradativa, mas em um passo até acelerado. Tenho confiança de que ele dará muitas alegrias para a torcida tricolor esse ano.

CARGA DE TREINOS

- A gente vai dar uma administrada na carga de treinamentos. O time que vai iniciar na quinta-feira é um time mais jogado, que tem mais entrosamento. Quanto a ansiedade é normal em vésperas de jogos decisivos e importantes. É um título inédito para o Fluminense, mas vamos saber trabalhar esses aspectos emocionais para chegar em condição de fazer um bom jogo.

O QUE ESPERAR DA LDU

- A gente tem que esperar as duas coisas. Temos que treinar esperando que eles possam vir com um bloco mais baixo, mas também pode ser que eles sejam mais agressivos na marcação. Vamos ver qual será a melhor escalação para jogar na quinta-feira.

ANÁLISE DO JOGO

- A gente teve uma postura muito mais agressiva na marcação. O Flamengo fez muito mais bolas longas do que a gente no primeiro tempo. No segundo tempo, o cansaço foi um fator muito preponderante e mexer nas peças, na estrutura para você encaixar a marcação de maneira mais efetiva fica mais difícil. A gente teve muita soberania, muita posse. Faltou terminar mais as jogadas e chutes de fora da área. Flamengo nem teve uma iniciativa muito grande de marcar de maneira agressiva na nossa saída de bola.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.