Futebol Faltou ética? Presidente do Corinthians esclarece situação envolvendo a saída de Lucas Veríssimo

Faltou ética? Presidente do Corinthians esclarece situação envolvendo a saída de Lucas Veríssimo

Augusto Melo culpou Veríssimo e o staff do atleta, que enrolaram na assinatura do contrato

Lance
Lance

Lance

Lance

Após a vitória do Corinthians sobre o Guarani, o presidente do Timão, Augusto Melo, esclareceu a situação envolvendo a saída de Lucas Veríssimo, que estava cedido pelo Benfica, e vai atuar no Al-Duhail, do Qatar.

➡️ Siga o Lance! no WhatsApp e acompanhe em tempo real as principais notícias do esporte

O presidente do Corinthians deixou no ar uma possível falta de ética de Lucas Veríssimo e seu empresário, Paulo Pitombeira, durante as negociações. O zagueiro tinha em mãos o contrato do Corinthians para permanecer em definitivo, mas acabou não assinando o vínculo.

- Pode ser que erramos ao não esperar ter assinado o contrato, mas a nossa relação com o Benfica é tão boa, temos um crédito lá, estava certo. Eles propuseram o valor e nós aceitamos. Deu um problema em uma cláusula, voltou, arrumamos e faltava o atleta assinar, só que enrolaram dez dias - disse Augusto na zona mista.

Augusto Melo foi firme e negou que a falta de um executivo de futebol atrapalhou o Corinthians para fechar o negócio com Veríssimo. O presidente também afirmou que não irá cobrir a oferta do Al-Duhail, na casa de 9 milhões de euros.

- Tentamos consertar um contrato da gestão passada. Se quiser, o atleta vem com passe estipulado. Corinthians não vem mais como trampolim. Ele ficou enrolando para assinar. Independente de executivo, não foi uma falha nossa. Não teve ingenuidade Posso cobrir, o atleta tem contrato até junho, está na lista do Paulistão. Olha o problema que nos causaram, perdemos uma vaga. 9 milhões e o dobro do salário, não vou cobrir - declarou o mandatário.

➡️ Veja os grupos e datas dos confrontos no Paulistão

O Corinthians volta a campo na quarta-feira (24), contra o Ituano, pela segunda rodada do Paulistão.

Últimas