Fagner destaca qualidade do Del Valle: 'Não conseguimos neutralizar'

Lateral sofreu com o ímpeto ofensivo dos equatorianos na derrota do Corinthians por 2 a 0, nesta quarta-feira, em casa, no primeiro jogo da semifinal da Sul-Americana

Lance

Lance

Lance

O favoritismo do Corinthians para o duelo contra o Independiente del Valle, nesta quarta-feira, foi por água a baixo. Diante de com grande ímpeto ofensivo, o Timão acabou derrotado por 2 a 0, e leva grande desvantagem para o segundo jogo da semifinal da Copa Sul-Americana, que acontece no Equador, em uma semana. O lateral Fagner, um dos jogadores que mais sofreu contra a velocidade equatoriana, ressaltou o estilo de jogo ofensivo do adversário.

- Faltou tranquilidade. A equipe deles gosta muito de ter a bola no pé e de jogar. Tentamos uma proposta de pressionar, mas mesmo assim eles tentam jogar, marcam muito. Ficamos presos, no primeiro tempo, principalmente, erramos algumas coisas. Foram felizes ao abrir o placar em um contra-ataque. Por estar jogando em casa, você se expõe para tentar diminuir, mas não fomos felizes. Agora é descansar, corrigir os erros e tentar reverter fora de casa.

O camisa 23, porém, disse que o Corinthians não foi pego de surpresa em relação ao futebol praticado pelos equatorianos, que mesmo fora de casa, saíram para o jogo.

- Tínhamos uma ideia. Foi passado para nós o jeito deles de jogar, de ter a bola desde o tiro de meta. De arriscar, de ter a bola no pé. Infelizmente não foi uma noite feliz para nós. Infelizmente não conseguimos neutralizar o adversário.

Com o resultado, o Corinthians, para ir direto à final, terá que vencer o Independiente Del Valle por dois gols de diferença, fazendo ao menos três gols. Caso vença por 2 a 0, a decisão vai para os pênaltis. Uma vitória por três gols de diferença classificará a equipe direto. O jogo de volta desta semifinal está programado para a próxima quarta-feira, no Olímpico Atahualpa, no Equador. Antes, pelo Campeonato Brasileiro, o Corinthians recebe o Bahia no sábado, à noite.