Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Esporte - Notícias sobre Futebol, Vôlei, Fórmula 1 e mais
Publicidade

Expulsão de Marcelo na Libertadores pode ser anulada pela Conmebol? Entenda o cenário

Lateral-esquerdo provocou uma lesão grave em Luciano Sánchez, do Argentinos Juniors

Futebol|Do R7

Lance
Lance Lance

A expulsão de Marcelo no jogo de ida das oitavas de final da Libertadores contra o Argentinos Juniors vem sendo tema de muito debate. Segundo o "ge", o Fluminense irá entrar com um pedido de anulação do cartão vermelho para que o atleta esteja disponível para a partida da próxima terça-feira (8).

Mas a suspensão do jogador pode ser revertida pela Unidade Disciplinar da Conmebol? Quais os próximos passos a serem tomados? O Lance! explica.

> Após a expulsão de um jogador, a Unidade Disciplinar da Conmebol abre um Expediente Disciplinar contra o jogador que foi punido e oferece um prazo (geralmente de cinco dias corridos) para que o atleta apresente sua defesa.

> De acordo com o Artigo 41 do Código Disciplinar, "no caso de uma parte reclamar algum direito com base em um fato alegado, incumbirá a ela o ônus da prova do referido fato."

Publicidade

> Após a apresentação das provas em defesa de Marcelo, "os Órgãos Judiciais apreciarão livre e conjuntamente as provas...".

> Caso o requerimento da defesa seja considerado oportuno, uma audiência poderá ser convocada para que as partes sejam ouvidas.

Publicidade

> Geralmente, a Conmebol notifica a Comissão de Arbitragem que participou da partida. No caso, o árbitro Piero Maza pode ser contactado pela entidade caso a apelação resulte em uma audiência

> O depoimento da Comissão de Arbitragem deve ser visto como decisivo para uma mudança em relação a aplicação do cartão vermelho para Marcelo em campo.

Publicidade

REVERSÃO DE DECISÃO COMPLICADA

> De acordo com o artigo 43 da Unidade Disciplinar, "as ocorrências descritas nos relatórios dos árbitros presumem-se verdadeiras, salvo

prova em contrário.".

> De acordo com o artigo 70 do Código Disciplinar, "as expulsões levarão automaticamente à suspensão para a próxima partida.".

> De acordo com o artigo 25, "as suspensões automáticas por acúmulo de cartões amarelos ou vermelhos serão imediatamente executórias, ainda que a decisão confirmatória não tenha sido notificada pela Unidade Disciplinar."

JÁ HOUVE DECISÃO REVERTIDA?

Recentemente, a Unidade Disciplinar da Conmebol reverteu uma decisão com relação a expulsão de Matheus Araújo, jogador do Corinthians. Equivocadamente, o árbitro Wilmar Roldán havia apresentado um cartão vermelho ao atleta por conta da confusão que houve no fim da partida contra o Universitário, pela Sul-Americana.

O clube paulista acionou as entidades superiores, apresentou vídeos como provas para inocentar o jovem, enquanto a Comissão Disciplinar identificou o goleiro reserva Matheus Donelli como um dos responsáveis pela confusão. Com isso, o Expediente Disciplinar aberto contra Matheus Araújo foi arquivado e sua suspensão anulada.

Este caso é muito diferente em relação ao do Marcelo, uma vez que houve um equívoco da arbitragem em relação a expulsão de um jogador. No entanto, é importante evidenciar que a Unidade Disciplinar da Conmebol não é fechada a mudanças de decisões aplicadas em campo.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.