Ex VP de esportes do Barcelona comenta sobre volta de Neymar

Dirigente disse que o retorno do brasileiro seria benéfico do ponto de vista esportivo, mas que o atacante deveria fazer uma série ações e levar uma vida mais regrada na Catalunha

Lance

Lance

Lance

Meses após pedir demissão, Jordi Mestre, ex vice-presidente esportivo do Barcelona, concedeu uma entrevista exclusiva ao “Mundo Deportivo” em que abriu o jogo sobre Neymar. O dirigente ocupava o cargo desde 2015 até o meio do ano passado e pôde ver o crescimento do brasileiro com o grupo liderado por Messi, mas também sua polêmica saída da Catalunha e contou sobre bastidores do atleta e se o contrataria de volta.

- Do ponto de vista emocional, da forma como ele saiu, não assinaria de novo. Mas do ponto de vista esportivo, sim. Se Neymar voltasse, ele teria que fazer um ato de contrição, retirar a ação contra o clube, pedir desculpas, assumir seus erros e levar uma vida quase monástica.

Apesar de toda a polêmica em torno da saída do atacante, Mestre disse que assim que Neymar saiu do Barça, o arrependimento foi instantâneo.

- Ninguém sabia que ele iria embora, pois ele não contou para ninguém do clube. Logo depois ele chorou de arrependimento e nos enviou seu desejo de retornar.

O ex VP de esportes do Barcelona também comentou sobre assuntos mais atuais, como a demissão de Valverde, em que criticou a precipitada saída do treinador, e a contratação de Quique Setién, nome que já agradava internamente o Barcelona desde a vitória do Betis no Camp Nou por 4 a 3, segundo Jordi Mestre.