Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Esporte - Notícias sobre Futebol, Vôlei, Fórmula 1 e mais
Publicidade

Ex-jogador espanhol detona postura de Mourinho após derrota na Liga Europa: 'Não tem espírito esportivo'

Em rádio na Espanha, treinador da Roma foi criticado por 'se livrar' da medalha de vice-campeão da Liga Europa

Futebol|Do R7


Lance
Atitude de Mourinho após vice na Liga Europa foi alvo de críticas (Foto: ODD ANDERSEN / AFP)

Após a decisão da Liga Europa entre Sevilla e Roma, vencida pelo time espanhol nos pênaltis, o técnico José Mourinho, do time italiano, não ficou nem um pouco satisfeito com o vice-campeonato. Pela primeira vez na carreira, o vitorioso treinador português perdeu uma final de competição europeia e, após a partida, entregou sua medalha de vice-campeão para um jovem torcedor da equipe romana presente na Puskás Arena, em Budapeste.

A atitude de José Mourinho foi alvo de críticas. O ex-goleiro Santi Cañizares, campeão da Liga Europa pelo Valencia na temporada 2003/04, declarou na rádio espanhola "Cardena SER" que o português não foi educado e não teve espírito esportivo após o revés na final da competição.

+ 10% OFF nos mantos internacionais a partir de R$299,90 com o cupom: LANCEFUT

- Mourinho é um grande treinador que faz suas equipes renderem, mas não é educado e nem conhece os princípios de espírito esportivo. Ele teve atitudes lamentáveis. Mas depois do último pênalti, ele parabeniza o Mendilibar (técnico do Sevilla). Depois se livra da medalha porque dizem que ele não gosta de 'medalhas de prata' - disse Cañizares.

Publicidade

+ Após derrota na final da Liga Europa, Mourinho despista comentários sobre futuro na Roma: ‘Estarei de férias’

- Eu cheguei em duas finais de Champions e perdi as duas. Outros títulos vieram. Isto nos serve para valorizarmos outros treinadores. Mourinho é muito responsável pela imagem que passa para jovens em formação, muitos podem imitar suas atitudes. Mas ele é um grande treinador - concluiu o ex-goleiro.

Santiago Cañizares ficou conhecido por conta de seu corte inusitado da seleção da Espanha na Copa do Mundo de 2002. O goleiro era titular do time, mas sofreu um acidente com um frasco de perfume, que caiu no chão e cortou o seu pé, o que impossibilitou Cañizares de atuar na competição.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.