Futebol Ex-Barça fala de Neymar e diz que clube preferiu Dembélé a Mbappé

Ex-Barça fala de Neymar e diz que clube preferiu Dembélé a Mbappé

Javier Bordas revela frustração com negociação pelo brasileiro. Ex-dirigente também lembra de momento em que opção para seu substituto foi feita

Lance
Neymar e Mbappé atualmente jogam juntos no PSG

Neymar e Mbappé atualmente jogam juntos no PSG

Lance

Javier Bordas, ex-dirigente do Barcelona, revelou que o clube catalão esteve próximo de contratar Neymar antes da temporada passada. Em entrevista ao “Mundo Deportivo”, o espanhol revelou que tinha uma boa relação com o brasileiro e que viajou à Paris para negociar seu retorno após uma saída conturbada do camisa 10 do PSG em 2017.

"Tínhamos muita vontade de que viesse, o tentamos de todos os jeitos possíveis. Estivemos muito perto. Conseguimos que o PSG fizesse uma oferta. Não é um clube vendedor e lhes tirar uma figura… Até Neymar acreditou que viria também. Houve uma diferença de dinheiro que seu pai colocava, mas os clubes não entraram em acordo na hora de fechar a operação."

Apesar do esforço, Bordas faz um paralelo do período de crise econômica provocada pela pandemia da covid-19 com a não chegada de Neymar.

"O que aconteceu com o vírus já foi visto, ainda fizemos aquele esforço econômico e agora estaríamos pior. No futebol, há momentos em que você tem que acertar e Neymar era chave, mas a parte financeira do clube estava preocupada. Foi um tema de área econômica. Colocaram um teto e não podia ultrapassar. Alguns atletas propuseram postergar parte do salário para Neymar voltar."

O ex-dirigente revelou também que o Barça teve a chance de contratar Mbappé para repor a saída de Neymar em 2017, mas que outros diretores preferiram a chegada de Dembélé: "Quando estávamos para fazer a contratação de Dembélé, Minguella (descobridor de Messi) me chamou para dizer que Mbappé estava ao nosso alcance. Conversei com seu pai e me disse que ele não iria ao Real Madrid e para o Barça poderia ir, pois estava sem Neymar. O presidente do Monaco preferia o Barcelona do que o PSG para não reforçar um rival direto. Por 100 milhões de euros (R$ 648 milhões) poderia ser feito (o negócio). Mas Robert preferia Dembélé e teve apoio do Pep Segura. A explicação foi de que Mbappé joga para si e Dembélé para o time."

Dessa forma, Mbappé se juntou a Neymar no Paris Saint-Germain, onde fazem muito sucesso juntos. Ainda assim, o francês está cotado para ir ao Real Madrid na próxima temporada, enquanto o brasileiro parece próximo de renovar com o PSG. Já o Barça vive sua pior crise financeira na história por conta da pandemia da covid-19.

Neymar provoca nas redes sociais após rumores de namoro com Gabily

Últimas