Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Evolução no Flamengo: saiba como trabalho especial do clube deixou Wesley mais forte

Ajudas de Sampaoli e jogadores pautam evolução de jovem pelo Rubro-Negro

Futebol|

Lance
Lance Lance

Na última quarta-feira (26), o Flamengo dominou o Grêmio dentro da Arena e, com propriedade, aplicou um 2 a 0 no primeiro jogo da semifinal da Copa do Brasil. Um dos destaques da partida foi o lateral-direito Wesley, que teve uma bela atuação. Titular com Jorge Sampaoli, o jovem vem em franca evolução no Rubro-Negro, e o processo de amadurecimento tem dedo do técnico e dos companheiros de grupo.

Wesley passou por um processo de orientação específico, não apenas envolvendo aspectos técnicos e táticos, mas também com dicas cognitivas e comportamentais. O combo de preparação para o amadurecimento do jogador, fez o jovem de 19 anos não sentir o peso de um mata-mata de Copa do Brasil, contra o maior adversário do Flamengo na história do torneio.

As orientações, inclusive, já foram comentadas por Wesley, que valoriza o processo evolutivo. 'Estou trabalhando bastante a questão da calma, pensar bem. Futebol é questão de tempo, o Sampaoli fala. Receber sempre com o corpo perfilado, de frente para o meu oponente para saber o que eu vou fazer e tomar a melhor decisão', disse.

Desde que chegou ao Flamengo, Jorge Sampaoli comandou 26 partidas, e Wesley é o jogador mais utilizado pelo técnico: atuou em 25 oportunidades. Nesse período, o jovem marcou um gol, deu uma assistência e 27 passes decisivos. O lateral-direito registra, ainda, 30% de acerto em passes, 116 bolas recuperadas e 49 desarmes.

Publicidade

A utilização de Wesley, no entanto, não foi única e exclusivamente por desejo de Sampaoli, mas por necessidade. O Flamengo tem três laterais-direitos no elenco: ele, Matheuzinho e Varela. Todavia, quando o técnico chegou ao Rubro-Negro, Matheuzinho já estava fora de combate por fratura na tíbia, sofrida em março. Com apenas dois jogadores à disposição, Jorge teve que escolher qual atleta iria assumir a posição, e o jovem do Ninho do Urubu largou à frente do uruguaio titular da Seleção.

É bom destacar, inclusive, que neste processo de titularidade por necessidade > opção, Wesley conviveu com altos e baixos e se viu como alvo de críticas. E os questionamentos acerca de sua qualidade também foram bem administrados pelo jovem de 19 anos, que destaca a devida importância de Sampaoli e dos companheiros de time na evolução comportamental.

Publicidade

+ ANÁLISE: Flamengo é soberano contra o Grêmio, faz melhor jogo com Sampaoli e sai na frente por classificação para final da Copa do Brasil

Todo mundo recebe críticas. Eu soube aceitá-las. Sei aceitar críticas e elogios. Todos os meus companheiros passam muita confiança para mim. Eles me ajudam muito, o Sampaoli também. Sempre estou conversando com ele, com David Luiz, os caras mais experientes, para eu manter a confiança alta. Ele (Sampaoli) pede para eu ter mais calma. Primeiro, na abordagem. Saber o que eu vou fazer com a bola e sem a bola. Abordar, fazer a marcação, colocar a bola no pé.

Publicidade

Sem Matheuzinho, Wesley ganhou a disputa com Varela pela posição de titular do Flamengo pelo estilo de jogo proposto por Sampaoli. Por ser jovem, o atleta tem condições de abrir o campo pelos lados e, em diversos momentos, atuar como um ponta. A condição física também o permite a avançar e dar profundidade nas construções. Defensivamente, ajuda na marcação, mas ainda recebe o apoio do defensor ao seu lado - ora Fabrício Bruno, ora David Luiz.

O poder de ajuda na construção das jogadas e a profundidade ao campo levaram Wesley a balançar as redes pela primeira vez pelo time profissonal. E o tento veio em jogo grande, contra o Racing, pela quinta rodada da fase de grupos da Copa Libertadores da América. Ao final do duelo, o jovem explicou as orientações de Sampaoli para chegar ao gol.

'O Sampaoli sempre pede para atacar o lateral-esquerdo (adversário). Eu estava meio bloqueado com isso. Quando consegui desbloquear, eu falei: "pô, é só fazer". Fui desbloqueando coisas e hoje eu fiz o gol' -, disse após o jogo.

Em alta com o professor e com confiança após uma partida convincente contra o Grêmio, Wesley se prepara para o próximo desafio do Flamengo na temporada: o jogo contra o Atlético-MG, pelo Campeonato Brasileiro. A bola vai rolar para cariocas e mineiros no sábado (29), às 21h (horário de Brasília), no Estádio Independência.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.