Futebol Espanha e Portugal assinam protocolo para candidatura conjunta à sede da Copa do Mundo de 2030

Espanha e Portugal assinam protocolo para candidatura conjunta à sede da Copa do Mundo de 2030

Edição de 2030 marcará o centenário da primeira edição do torneio. Uruguai sediou o Mundial em 1930 e bateu a Argentina na final

Lance
Lance

Lance

Lance

Além do jogo amistoso desta quarta-feira, que terminou empatado em 0 a 0, no Estádio José Alvalade, na capital portuguesa, Portugal e Espanha se encontraram para falar de futebol. Os dois países assinaram um protocolo para candidatura à sede da Copa do Mundo de 2030.


O documento foi assinado pelos representantes máximos das duas Federações de futebol: Fernando Gomes, presidente da Federação Portuguesa de Futebol, e Luis Rubiales, presidente da Real Federação Espanhola de Futebol.

- O encontro (...) veio reforçar a união de forças para impulsionar a candidatura conjunta à organização do Mundial'2030, estabelecendo estratégias comuns e plataformas de cooperação a nível técnico e de organização de eventos desportivos. As duas federações prometem unir esforços também em diversas áreas, tais como responsabilidade social e na troca de experiências e conhecimentos - disse o comunicado da Federação Portuguesa de Futebol.

A decisão da FIFA sairá somente em 2024, mas a entidade já se mostrou aberta a realizar o torneio em dois continentes. Na América do Sul, Argentina, Uruguai, Chile e Paraguai se uniram para sediar o Mundial.

O ano de 2030 marcará o centenário da competição. A primeira edição foi realizada no Uruguai e os anfitriões conquistaram o título, em final diante da Argentina.

Últimas