Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Esporte - Notícias sobre Futebol, Vôlei, Fórmula 1 e mais
Publicidade

Erro no VAR em Tottenham x Liverpool pune dupla e escancara velhos problemas de arbitragem na Inglaterra

Operadores do vídeo confundiram marcação de campo e acabaram invalidando gol legítimo de Luis Díaz durante o clássico

Futebol|Do R7


Lance
Diogo Jota foi expulso pela primeira vez em sua passagem pelo Liverpool (Foto: HENRY NICHOLLS / AFP)

A arbitragem do clássico entre Tottenham e Liverpool, disputado no sábado (30), acabou marcando de forma negativa o fim de semana do futebol europeu. Mas não é de hoje que jornadas de Premier League têm o protagonismo ofuscado por erros da arbitragem e situações onde os jogadores se tornam reféns de más decisões.

A primeira rodada de 2023-24 já havia sido alvo de uma interferência clara e equivocada. Durante o confronto entre Manchester United e Wolverhampton, um pênalti claro acabou não sendo marcado a favor dos Wolves, em choque de Onana com Kaladzic já nos segundos finais da vitória dos Red Devils por 1 a 0.

ENTENDA A SITUAÇÃO

Desta vez, o problema foi diferente. Luis Díaz marcou um belo gol quando o jogo ainda estava empatado em 0 a 0, mas a bandeirinha foi levantada por impedimento. O VAR, operado por Darren England e Dan Cook, não se atentou para a marcação de campo, achando que o gol havia sido validado e revisando apenas protocolarmente. Flagrando condição legal de Díaz, a fala dos árbitros de cabine foi que a checagem estava completa, mantendo a decisão de campo. O árbitro de campo, Simon Hooper, ao ouvir a fala, obedeceu ao recado e manteve o impedimento.

Publicidade

+ Condição especial para matrícula no curso Gestor de Futebol, aprovado por Dante, Petković, Léo Moura e outros craques. Saiba mais!

No fim das contas, o gol custaria caro: no minuto seguinte, Son abriu o placar para os Spurs. Os Reds correram atrás do prejuízo e chegaram a empatar com Cody Gakpo, mas nos segundos finais, Joe Gomez marcou um gol contra e deu os três pontos ao time londrino.

Publicidade

O QUE PODE ACONTECER?

Não existe a possibilidade de anulação da partida pelo erro, sendo o prejuízo do Liverpool basicamente irreversível. A PGMOL, associação que representa os árbitros da Premier League, fez um comunicado pedindo desculpas pela falha. Nesta terça, houve uma punição a England e Cook, que estão suspensos da rodada de número 8 da liga nacional pela falha.

ÁUDIO DIVULGADO

Além da punição, a PGMOL também divulgou o áudio da conversa entre a cabine do VAR e o árbitro de campo. Simon Hooper, no campo, reinicia o jogo e chega a dizer "muito bem, caras, bom processo" antes de os operadores do vídeo perceberam o erro que havia sido cometido. O áudio foi disponibilizado no site oficial da Premier League.

+ Uefa discute mudança de formato do futebol europeu com criação da Superliga Europeia

CRITÉRIOS DUVIDOSOS

A arbitragem da Premier League vem vivendo momentos de largos questionamentos por parte dos torcedores. No duelo entre Chelsea e Fulham, na segunda-feira (2), o brasileiro Carlos Vinícius acertou Thiago Silva com uma espécie de soco nas costas/nuca. O lance sequer chegou a ter revisão recomendada.

- Já participei de muitas reuniões de dirigentes da Premier League e esse tema do VAR estava sempre surgindo. O que eu mais batia era que, se vamos ter o VAR, sei que é difícil, mas precisamos ter árbitros treinados e tendo isso como especialidade. Você tem que dizer que este é o seu trabalho, você tem que entender cada parte desse trabalho. Agora é uma crise e é hora de seguir em frente - afirmou Frank Lampard, ídolo e ex-treinador do Chelsea.

As autoridades do apito da Inglaterra adotam um critério de pouquíssima interferência nos lances de campo que são interpretativos, com exceção de situações altamente gritantes. A atuação acontece majoritariamente em lances de revisão pela linha de impedimento ou que não sejam interpretativos e sim mais factuais.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.