Futebol Entidade defende juiz que urinou em campo: 'Incontinência urinária'

Entidade defende juiz que urinou em campo: 'Incontinência urinária'

Dênis Serafim urinou na grama momentos antes do início da partida entre Boavista e Goiás, pela primeira fase da Copa do Brasil

Lance
Juiz urinou no gramado e foi muito criticado nas redes sociais

Juiz urinou no gramado e foi muito criticado nas redes sociais

Lance

A vitória do Boavista sobre o Goiás por 3 a 1 na primeira fase da Copa do Brasil não foi a única surpresa da partida desta quinta-feira (11). O árbitro Dênis Serafim roubou a cena quando, momentos antes da bola rolar no Rio de Janeiro, ele urinou em campo. Em nota, a Associação Nacional dos Árbitros de Futebol (ANAF) explicou que o juiz sofre de incontinência urinária e não tomou sua medicação no dia.

"A entidade vem a público prestar solidariedade ao árbitro Dênis da Silva Ribeiro. A sua boa atuação em Boavista e Goiás, na noite da última quinta-feira pela Copa do Brasil, terminou ofuscada por uma situação extremamente incômoda para quem, assim como ele, tem incontinência urinária", lê parte da nota assinada pelo presidente da ANAF, Salmo Valentim.

A ANAF pediu "empatia da sociedade" e "discernimento" da CBF em uma possível punição para o árbitro. Ainda de acordo com a nota, cerca de 10 milhões de brasileiros sofrem com a incontinência urinária e Dênis é um juiz "experiente e de qualidade técnica reconhecida" que passou por um constrangimento.

​Veja a nota original abaixo.

Ex-meia de Sport, Liverpool e seleção sofre infarto aos 36 anos

Últimas