Futebol Entenda como o capitão do Chelsea teve papel decisivo na final do Mundial contra o Palmeiras

Entenda como o capitão do Chelsea teve papel decisivo na final do Mundial contra o Palmeiras

Cesar Azpilicueta escutou a provocação de atletas do Verdão com a bola na mão antes de entregar a pelota nas mãos de Kai Havertz, autor do gol decisivo para os Blues

Lance
Lance

Lance

Lance

Cesar Azpilicueta, capitão do Chelsea, teve um papel fundamental na vitória da equipe sobre o Palmeiras na decisão do Mundial de Clubes. Antes da cobrança de pênalti de Kai Havertz, o lateral espanhol segurou a bola nas mãos como se fosse o responsável pela cobrança, ouviu provocação dos atletas do Verdão e evitou distrações para o camisa 29.

- Eu esperava que os jogadores do Palmeiras cercassem o cobrador de pênalti. Eu já tinha dito para Havertz que ele cobraria. Eu só tentei tirar a pressão dele, para que ficasse mais calmo. Faltando três minutos, esse é um momento importante. Funcionou - disse o capitão após o jogo.

> Veja a tabela da Premier League

Segundo Geir Jordet, professor de psicologia no esporte da Escola Norueguesa de Análise Esportiva, uma "cobrança de pênalti é uma performance coletiva" e que "Azpilicueta serviu de isca no jogo mental" diante do momento mais decisivo da partida.

Na sequência, Kai Havertz assumiu a responsabilidade de cobrar o pênalti, uma vez que nem Jorginho nem Lukaku estavam em campo e balançou as redes de Weverton. Com o resultado, os Blues conquistaram o primeiro título de Mundial da história.

Últimas