Futebol Empresário de Pedrinho diz que não vai colocar Corinthians na Justiça

Empresário de Pedrinho diz que não vai colocar Corinthians na Justiça

Timão está em atraso em relação à primeira parcela da quantia que cabe ao agente Will Dantas por conta da venda do meia-atacante para o Benfica, no ano passado

Lance
Lance

Lance

Lance

Um dos temas que mais povoaram o noticiário do Corinthians desde o ano passado foi a venda de Pedrinho para o Benfica. O jovem nem está mais no clube português e foi vendido ao Shakhtar Donetsk, da Ucrânia, mas o Timão ainda tem pendências a serem resolvidas sobre esse caso com o agente Will Dantas, que tem valores a receber, no entanto ele já disse que não vai entrar na Justiça e apalavrou um novo acordo com o presidente Duilio Monteiro Alves.

TABELA
> Veja classificação e simulador do Brasileirão-2021 clicando aqui

> Conheça o aplicativo de resultados do LANCE!

GALERIA
> Relembre a estreia de grandes jogadores do Corinthians na última década

Pedrinho foi vendido ao Benfica no ano passado por 18 milhões de euros (R$ 117 milhões na cotação da época), sendo que 30% desse valor era de direito de seu empresário, ou seja, 5,4 milhões de euros (R$ 35,1 milhões na época). No acordo, esse valor seria pago pelo Timão em três parcelas, sendo a primeira em julho de 2021, o que ainda ainda não aconteceu até o momento.

Sendo assim, Will Dantas já poderia buscar seus direitos na Justiça e até pedir o pagamento integral do valor, no entanto não é isso que ele fará. Em post no Instagram na última quarta-feira, o agente do meia-atacante teceu elogios ao mandatário corintiano e garantiu que não colocará o clube "no pau".

- Esse cara aqui, eu sempre torci para ele, não porque ele hoje é presidente do Corinthians, é porque ele é um cara bacana, um cara legal, um cara íntegro. Então eu queria dizer para vocês, algumas pessoas até da mídia que ficam me perguntando se eu vou botar o Corinthians no pau por causa do dinheiro, a minha resposta é: não, não vou. A gente se acerta e eu não preciso fazer média com ninguém, que graças a Deus eu não faço e você é meu parceiro e vai ser um dos melhores presidentes que o Corinthians já teve, pela sua seriedade, pelo seu profissionalismo - declarou Will em seu perfil no Instagram.

Segundo apurou o LANCE!, as partes se acertaram e o Corinthians ficou de pagar essa primeira parcela em breve, mantendo o prazo das próximas duas, que vencem em 2022 e 2023, respectivamente. Os valores também seguem os mesmos acordados no momento do fechamento da venda, em 2020.

Vale lembrar que o Corinthians recebeu cerca de R$ 5 milhões da venda de Pedrinho ao Shakhtar Donetsk-UCR por ser o clube formador do atleta (direito a 4,5% do valor). O valor do negócio, que foi sacramentado em junho deste ano, foi também de 18 milhões de euros (R$ 111 milhões na época).

Últimas