Futebol Em transição, Botafogo inicia troca e saída de patrocinadores do dia a dia

Em transição, Botafogo inicia troca e saída de patrocinadores do dia a dia

Outrora anunciado por John Textor, parcerias foram desfeitas, mas ainda estavam estampando uniformes do Botafogo durante o Campeonato Carioca

Lance
Lance

Lance

Lance

O processo de transição do Botafogo continua a todo vapor. O clube passa por mudanças dentro e fora de campo e agora os patrocinadores são o 'fator' afetado. O clube já iniciou um processo de retirada de marcas que tinham parceria com a instituição do dia a dia.

+ O método Luís Castro: técnico do Botafogo 'dá as caras' e coloca posse, pressão e intensidade em pauta

Poucos dias depois de ter assinado o contrato mútuo e iniciado a participação efetiva na rotina do Alvinegro, John Textor anunciou que romperia com quase todos os contratos de patrocínio vigentes do Botafogo. A intenção dele era buscar acordos mais interesses financeiramente para o clube.

Tudo isso, claro, não aconteceu da noite para o dia, tanto que o Botafogo continuou utilizando o uniforme com os patrocinadores durante o Carioca - EstrelaBet, Tim, Centrum etc. O clube estava aguardando o novo enxoval de camisas provisórias chegar para ter a camisa 'clean', já sem as marcas que deixaram de ter acordos com o Glorioso.

Isso foi visível durante a apresentação de Victor Sá, novo atacante do Glorioso, na última quinta-feira. O novo 'backdrop' do Estádio Nilton Santos tem apenas duas marcas: Champion Watch - que foi anunciada já depois da aquisição de John Textor - e Brahma, que possui parcerias comerciais envolvendo o estádio e não aparece no uniforme de jogo.

As novas camisas, que serão utilizadas nas primeiras rodadas do Brasileirão, chegaram durante a semana. Elas foram produzidas pela WEV, são de enxoval provisório e foram feitas em menos de um mês. A expectativa de John Textor é fechar com um novo fornecedor em até 30 dias - conversas com marcas estão acontecendo.

Últimas