Em nota oficial, Santos afirma que respeitará decisão do TAS, mas se diz lesado em "Caso Neymar"

Em comunicado, clube lamentou a decisão do Tribunal onde disse que é 'inquestionável fato de que foi lesado na operação'

Lance

Lance

Lance

O Santos emitiu uma nota em seu site oficial na tarde desta terça-feira onde lamentou a derrota no Tribunal Arbitral do Esporte (TAS), mas disse que respeitará a decisão.

Pela manhã, as redes sociais brasileiras do Barcelona informaram a vitória sobre o Peixe em ação movida pelo Alvinegro Praiano contra o clube catalão. No processo, iniciado em 2017, ainda na gestão presidida por Modesto Roma Júnior, o clube exigia o pagamento de 61,2 milhões de euros (R$ XXX mi na cotação atual), pelo repasse visto pelo Santos como irregular de valores financeiros da equipe europeia a N&N, empresa de propriedade do pai do atleta negociado.

Em parecer, o TAS afirmou que não houve conduta fraudulenta dos catalães, visto que o contrato entre Santos e Neymar já havia sido rescindido em acordo mútuo.

O comunicado também informa que a responsabilidade inicial sobre o caso foi do escritório de direito Bonassa Bucker, contratado na gestão anterior, e que no início do mandato de José Carlos Peres na presidência santista o clube contratou o Dr. David Casserly, da Kellerhals Carrard, empresa de advocacia internacional.

Confira a nota na íntegra:

O Santos FC informa que recebeu hoje, terça-feira (7), a decisão conjunta dos casos CAS/A/5725 e CAS/A/5726, cujo objeto questionava a operação de transferência do atleta Neymar Jr. ao FC Barcelona.

A ação em questão foi proposta em 2017, quando a responsabilidade pelo caso ainda era do escritório Bonassa Bucker Advogados, contratado pela gestão anterior do clube. Em primeira instância (FIFA), a ação foi julgada improcedente, havendo interposição de recurso ao CAS. Após o início da atual gestão, o Santos FC contratou o escritório internacional Kellerhals Carrard, na pessoa do Dr. David Casserly, para tentar a reversão da decisão e conduzir o final do processo.

O Santos FC lamenta, porém, respeitará a decisão que afastou o inquestionável fato de que foi lesado na operação. Ao mesmo tempo, espera que tal desfecho signifique um novo capítulo de transparência e lisura para as operações de transferências do clube, vide a transferência do atleta Rodrygo Góes ao Real Madrid".