Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Em meio ao processo de reformulação, Corinthians ainda não sabe o que fazer com Renato Augusto

Diretoria avaliariá a parte física do meia e também se preocupa com a dependência do atleta e o processo de reformulação do elenco

Futebol|

Renato Augusto é a grande incógnita no processo de reformulação do Corinthians. O meia está em recuperação de uma lesão no menisco do joelho direito que sofreu em abril e uma renovação de contrato dependerá de como ele vai retornar. Na última semana, Renato iniciou o seu processo de transição fazendo um trabalho leve com bola. A previsão, no entanto, é que ele fique, pelo menos, mais 15 dias ‘de molho’.

A importância do camisa 8 para o Timão é quase uma unanimidade, mas há duas avaliações que preocupam a diretoria corintiana: a série de lesões do jogador e a forma como a equipe é dependente dele. Dentro do clube, há quem acredite que a saída do atleta seria melhor para que os garotos que serão agregados no elenco reformulado já imaginem um time sem o camisa 8.

+ Decisivo, Róger Guedes marca e mantém tabu histórico do Corinthians contra o São Paulo na Neo Química Arena

Renato Augusto tem contrato com o Corinthians até dezembro deste ano, período que também se encerra a atual gestão do clube, que é presidido atualmente por Duílio Monteiro Alves. A tendência é que as conversas sobre o futuro do jogador aconteçam somente após julho.

Publicidade

A diretoria corintiana também quer saber quais os planos que o atleta tem para a sua carreira. Isso porque a avaliação interna é que Renato Augusto seria um ótimo profissional para atuar nos bastidores do futebol e poderia agregar ao Timão, a depender do próximo presidente, que assumirá em janeiro do ano que vem. O meio-campista está com 35 anos, mas as constantes lesões podem atrapalhar a sua sequência como atleta.

O Timão tem passado por um processo de reformulação. A pedido da diretoria, Vanderlei Luxemburgo tem liderado essa situação, dando espaço para jogadores mais jovens e diminuindo a sequência de atletas mais velhos que não têm rendido ou sofrido com problemas físicos. Nos últimos dias, Du Queiroz, que já está negociado com o Zenit, da Rússia, para o segundo semestre, e Balbuena, que não terá o seu contrato, que termina em junho, renovado, foram afastados, assim como Júnior Moraes, que não faz parte do elenco. Rafael Ramos e Cantillo são outros dois atletas que não devem permanecer no clube alvinegro. A tendência é que elese sejam emprestados ou negociados na janela do meio do ano. Enquanto isso, Luxa tem usado bastante peças das categorias de base nos treinamentos, e aqueles que estão agradando vão tendo espaço nos jogos.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.