Futebol Em meio a busca por um novo treinador, Santos discute possibilidade de contratar ídolo para ser substituto de Falcão na coordenação esportiva

Em meio a busca por um novo treinador, Santos discute possibilidade de contratar ídolo para ser substituto de Falcão na coordenação esportiva

Elano e Ricardo Oliveira são nomes avaliados por membros da diretoria santista para cumprir a função

Lance
Lance

Lance

Lance

Além da busca por um novo treinador, o Santos discute a possibilidade de contratar um substituto para o cargo de coordenador esportivo, deixado por Paulo Roberto Falcão na última quinta-feira (3). Ainda não há uma definição se o Peixe contratará um substituto para a função, mas existe a possibilidade do cargo ser ocupado por um ex-ídolo enquanto jogador.

Nomes como os de Elano e Ricardo Oliveira já foram conversados internamente no comitê de gestão santista. A contratação deles, inclusive, é defendida por pessoas com grande influência interna no Peixe.

+ Já atualizou sua camisa de 2023? Confira os novos uniformes do Peixe!

A ideia é usar a experiência destes atletas no vestiário, mas também dar autonomia para que eles atuem em negociações. Mesmo com a janela de transferências fechadas, os clubes brasileiros podem contratar jogadores livres de contrato até o dia 15 de setembro e o Santos deve seguir no mercado em busca de opções neste modelo. No entanto, a prioridade está na contratação de um treinador para substituir Paulo Turra, demitido na manhã deste domingo (6). A tendência é que um possível coordenador esportivo já chegue com o novo comandante contratado em escolha que terá participação exclusiva dos membros do comitê de gestão.

Ainda não há consenso entre a diretoria santista sobre a contratação de um novo profissional para atuar à frente do futebol. A ideia de concluir a temporada sem alguém na função, com o presidente Andres Rueda assumindo a função, não é descartada.

Paulo Roberto Falcão pediu o desligamento da coordenação esportiva do Santos no mesmo dia em que foi denunciado por importunação sexual por uma recepcionista do apart hotel em que ele residia desde que chegou à Baixada Santista, no fim do ano passado.

Em nota oficial, Falcão não relacionou o pedido de demissão à acusação sofrida, mas disse que a atitude foi tomada em meio aos protestos dos torcedores santistas frente ao momento ruim vivido pela equipe em campo.

Últimas