Em busca da liderança do Alemão, Bayern recebe o Colônia neste sábado

Bávaros estão apenas na quarta posição na tabela, mas com dois pontos a menos que os líderes Red Bull Leipzig e Borussia Dortmund, que têm confrontos difíceis na rodada

Lance

Lance

Lance

Neste sábado, o Bayern de Munique volta a campo pela Bundesliga. Em jogo válido pela quinta rodada do Campeonato Alemão, os Bávaros recebem o Colônia, na Allianz Arena, às 10h30, em busca dos pontos perdidos que os deixaram para trás na tabela de classificação. Hoje, o Bayern está na 4ª posição, atrás de Leipzig, Dortmund e Freiburg.

ELOGIOS A COUTINHO
No último meio de semana, o Bayern entrou em campo pela Liga dos Campeões para enfrentar o Estrela Vermelha e teve uma grande atuação, ao vencer por 3 a 0, e criar inúmeras oportunidades de gols. No entanto, apesar de não marcar, Philippe Coutinho foi o grande nome da partida para o treinador Niko Kovac.

- Com sua inteligência no futebol, ele traz outra dimensão ao nosso jogo. Ele vê coisas que muitos não vêem, ele reconhece situações, ele tem um tratamento de bola que é sensacionalmente bom, ele tem uma flexibilidade que é inigualável. Ele mostrou o que pode fazer e foi um dos melhores - disse Kovac.

O técnico, no entanto, não garantiu a presença do brasileiro entre os titulares neste sábado, já que pretende rodar um pouco a equipe, e dar chances a Thomas Muller, mas não exclui a possibilidade de atuar com os dois juntos.

- Honestamente, isso seria um pouco ofensivo demais, porque ambos têm suas habilidades e precisamos de um bom equilíbrio. Não digo que não vai acontecer, mas no momento eu diminuiria as chances - finalizou.

JOGO DIFÍCIL
Na zona de rebaixamento com apenas três pontos em quatro jogos, o Colônia sabe que terá uma tarefa complicada de tirar pontos do Bayern na Allianz Arena, mas também sabe que uma vitória frente ao atual campeão pode inflar a moral do time para o resto da competição.

- É difícil encontrar o equilíbrio certo contra o Bayern. Mais uma vez, trabalharemos intensamente no lado tático das coisas. Quer joguemos com dois atacantes ou apenas um e um meia-atacante, estamos pensando em coisas diferentes. Vamos ver o que faz mais sentido para este jogo.Teremos nossos momentos de oferecer perigo, e queremos usá-los de forma perfeita - disse Achim Beierlorzer, técnico da equipe.