Futebol Em alta com Renato, Ramon carrega status de 'amuleto' do Flamengo em semana decisiva

Em alta com Renato, Ramon carrega status de 'amuleto' do Flamengo em semana decisiva

Invicto na Libertadores, lateral-esquerdo conta com a confiança de Renato Gaúcho, que foi o técnico que mais o escalou nos profissionais do Rubro-Negro

Lance
Lance

Lance

Lance

O Flamengo terá o jogo contra o Grêmio, nesta terça, como a despedida definitiva antes de decidir a final da Libertadores. E, no ano de sua afirmação, Ramon pode seguir como um amuleto nesta semana decisiva. Isso porque, o jovem lateral está invicto no torneio continental.

Ao todo, Ramon soma 35 jogos em sua carreira profissional. Desses, sete foram em Libertadores, e os números são de se respeitar e dar esperança aos torcedores supersticiosos: cinco vitórias e dois empates, ou seja, o Fla ainda não foi derrotado enquanto esteve em campo. Veja o histórico:

- Barcelona-EQU 1x2 Flamengo - Fase de grupo da Libertadores de 2020 (jogou por 15')

- Flamengo 4x0 Independiente del Valle - Fase de grupo da Libertadores de 2020 (jogou por 90')

- Flamengo 3x1 Junior Barranquilla - Fase de grupo da Libertadores de 2020 (jogou por 10')

- Unión la Calera 2x2 Flamengo - Fase de grupo da Libertadores de 2021 (entrou e jogou por 7')

- Flamengo 2x2 LDU - Fase de grupo da Libertadores de 2021 (jogou por 45')

- Olimpia 1x4 Flamengo - Quartas de final da Libertadores de 2021 (jogou por 33')

- Flamengo 5x1 Olimpia - Quartas de final da Libertadores de 2021 (jogou por 20')

Ramon deve parte de sua atual ascensão a Renato Gaúcho, pois foi quem mais o colocou pra jogar (14 vezes). O lateral conta com a confiança e boas impressões do técnico desde a primeira semana de treinos. A título de curiosidade, Maurício Souza o comandou em oito jogos, o mesmo número de Domènec Torrent. Rogério Ceni e Paulo César Carpegiani, em dois jogos.

Contra o Grêmio, é possível que Ramon atue, enquanto Filipe Luís mantém a minutagem à risca às vésperas da final da Libertadores - tanto que o camisa 16, estafado, pediu para sair nos minutos finais do jogo passado e deu lugar à joia.

> Veja e simule a tabela do Brasileirão

O fato é que Ramon pode ser considerado um amuleto, e será importante Renato Gaúcho mantê-lo com ritmo de jogo para uma eventual participação na final da Libertadores.

Últimas