Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Eliminações precoces do Santos reforçam necessidade de grande venda na janela de transferências

Peixe fica distante de bater metas esportivas; Marcos Leonardo é o mais cotado para ser negociado

Futebol|

Lance
Lance Lance

Após eliminações precoces, o Santos corre riscos de passar longe de atingir as metas esportivas estabelecidas no orçamento de 2023 e arrecadar o que foi planejado. O clube, então, fica com uma necessidade ainda maior de concluir pelo menos uma venda robusta na janela de transferências de julho.

A projeção financeira para este ano previa a arrecadação de cerca de R$ 58 milhões em êxitos dentro de campo. Além disso, o Peixe estimou ter uma receita em torno de R$ 76 milhões através de negociações de jogadores.

Até agora, o Alvinegro não realizou nenhuma venda, apenas empréstimos — Zanocelo (Fortaleza), Carabajal (Vasco), Rwan (Vasco), Gabriel Pirani (Fluminense), John (Internacional) e William Maranhão (Ceará). O atacante Raniel teve seu contrato rescindido.

SALVAÇÃO MARCOS LEONARDO

Publicidade

Com a intenção de equilibrar o caixa e conseguir 'respiro' para contratar reforços, o Peixe aposta na potencial venda de Marcos Leonardo. A direção alvinegra espera uma valorização ainda maior do centroavante, que está brilhando com a camisa da Seleção Brasileira Sub-20 e é um dos artilheiros do Mundial da categoria, com quatro gols.

O Santos projeta faturar cerca de 20 milhões de euros (R$ 108 milhões, segundo a cotação atual) a 25 milhões de euros (R$ 135 milhões) com o camisa 9. Estes valores suprem a meta de vendas e podem ajudar a compor a lacuna financeira dos objetivos esportivos. A Roma, da Itália, demonstrou interesse no atacante, mas o clube ainda não fez contatos com a diretoria santista.

Publicidade

O próprio Marcos Leonardo admitiu a possibilidade de sequer retornar ao time da Vila Belmiro se tiver destaque no Mundial Sub-20.

- Posso, sim, arrebentar nesse Mundial e não voltar para o Santos. Então, isso é bem relativo. Se Deus quiser vou fazer um campeonato digno, que a gente vai bater campeão e o resto eu deixo acontecer naturalmente - declarou o jovem atacante, na ocasião.Marcos Leonardo pode deixar o Santos (Foto: Raul Baretta / Santos FC)

Publicidade

METAS ESPORTIVAS QUE FRACASSARAM

Na Copa do Brasil, por exemplo, a meta do Santos era de chegar ao menos até as quartas de final da competição. Com a eliminação para o Bahia nas oitavas, o clube deixou de arrecadar mais R$ 4,3 milhões.

Em toda sua participação na copa nacional, o Alvinegro faturou R$ 8,5 milhões. O objetivo, no entanto, era chegar a R$ 12,8 milhões.

O Santos também projetava chegar à final do Paulistão e ficar pelo menos com o vice-campeonato, faturando R$ 1,65 milhão. A equipe treinada por Odair Hellmann, porém, sequer se classificou ao mata-mata e terminou o torneio na 11ª posição, arrecadando R$ 180 mil. Isso significa R$ 1,47 milhão a menos do que o objetivo inicial.Santos caiu nas oitavas da Copa do Brasil e na fase de grupos do Paulista (Foto: Raul Baretta / Santos FC)

CAMPEONATOS AINDA EM DISPUTA

Além da Copa do Brasil e do Paulistão, o Peixe estipulou chegar às quartas de final da Sul-Americana e ficar na sexta posição do Brasileirão. Somadas, as premiações destas duas metas podem render em torno de R$ 40 milhões a R$ 45 milhões.

Os objetivos, no entanto, parecem difíceis de serem atingidos. O Santos não depende somente de si para avançar de fase na copa continental (clique aqui para conferir a tabela completa) e atualmente ocupa a 12ª colocação no Campeonato Brasileiro.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.