Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Elenco fechado: relembre as principais contratações do Botafogo na Era Textor

Glorioso mudou de patamar após a chegada do investidor

Futebol|

Lance
Lance Lance

O Botafogo anunciou na terça-feira (29) a contratação do zagueiro angolano Bastos, o12º reforço do time em 2023. Desde que John Textor assumiu oficialmente a SAF do Glorioso, em 11 de março de 2022, o clube teve enorme crescente tanto financeira quanto esportiva e isso passa pela reformulação do elenco. O Lance! relembra as principais contratações da "Era Textor" no Glorioso.

+ Lucas Perri é convocado para a Seleção Brasileira por Fernando Diniz; veja quem foi cortado

O maior investimento

Patrick de Paula

Publicidade

De início, analisamos as contrações mais caras feitas pelo alvinegro desde a chegada do investidor estadunidense. Patrick de Paula, a maior delas, foi também uma das primeiras. No primeiro mês de Textor à frente do clube, o Botafogo pagou seis milhões de euros (R$ 34 milhões) para tirar o jovem do Palmeiras. No entanto, o retorno em campo não foi o esperado até então: após um 2022 mediano, o meia começou 2023 como um dos destaques do time no Cariocão, mas uma grave lesão no joelho o tirou de campo em fevereiro e ainda não há previsão de volta.

Tiros certos

Publicidade

Tiquinho Soares

O principal destaque do Botafogo é, sem dúvidas, Tiquinho Soares. Artilheiro do Brasileirão em 2023, o atacante chegou ao alvinegro em agosto de 2022 por apenas um milhão de euros (R$ 5 milhões), vindo do Olimpiacos, da Grécia. Imediatamente assumiu o posto de titular e a liderança técnica da esquipe: ao total, são 31 gols e nove assistências em 52 jogos pelo Glorioso.

Publicidade

Victor Sá

Ainda em março de 2022, Victor Sá foi um dos primeiros a reforçar o Botafogo na Era Textor, chegando do Al Jazira, dos Emirados Arabes, por 2,5 milhões de dólares (R$ 11,9 milhões). Após uma primeira temporada de adaptação, o ponta se tornou um dos destaques da equipe em 2023, sendo a principal válvula de escape da equipe, tendo seis gols e seis assistências na temporada.

+ Confira a classificação do Brasileirão

Tchê Tchê

O volante Tchê Tchê deixou o São Paulo para se juntar ao Glorioso em abril de 2022, por cinco milhões de reais. Desde então, se firmou como um dos pilares da equipe no meio-campo. Em 2023, ele é o jogador que mais vezes entrou em campo com a camisa alvinegra, com 47 partidas disputadas.

Eduardo

O "sheik" Eduardo, assim apelidado carinhosamente pela torcida, chegou do Al-Ahli, da Arábia Saudita, em junho do ano passado, sem custos. Após fazer carreira consolidada no Oriente Médio, o meia voltou ao Brasil para reforçar o Botafogo e é peça fundamental tanto na criação quanto na finalização das jogadas do time. Sofreu com lesões em 2022, mas neste ano já são dez gols e cinco assistências em 33 jogos.

+ Textor exalta temporada do Botafogo e agradece funcionários em reunião

Gratas surpresas

Lucas Perri

Lucas Perri é, sem dúvidas, um dos melhores jogadores do Glorioso em 2023. A contratação foi feita em agosto do ano passado, pagando apenas 1,5 milhão de reais ao São Paulo pela liberação. Antes emprestado ao Náutico, o goleiro se destacou pela equipe pernambucana e chegou ao alvinegro para ser sombra de Gatito. No começo do ano, assumiu a titularidade e tem sido fundamental para a temporada da equipe.

Marlon Freitas

Após se destacar pelo Atlético Goianiense, o volante Marlon Freitas assinou pré-contrato com o Botafogo em julho de 2022. Desta forma, chegou sem custos ao Rio de Janeiro em janeiro de 2023. Cria do Fluminense, Marlon se tornou destaque do meio campo alvinegro e é um dos principais jogadores do Campeonato Brasileiro.

+ Entrevista exclusiva com o paredão Alvinegro? Temos! Assista ao Fala, Jogadô! com Lucas Perri

Adryelson

Mais um que chegou de graça ao Glorioso, Adryelson se firmou como um dos melhores zagueiros do país em 2023. O jogador se juntou a equipe em julho do ano passado, após o encerramento do seu contrato com o Sport; o jogador estava emprestado ao Al Wasl, dos Emirados Árabes, antes de reforçar o alvinegro.

Jeffinho

Apesar de já ter deixado o clube, não podemos deixar de citar Jeffinho. O ponta chegou por empréstimo do Resende em abril de 2022 e logo foi comprado em definitivo, três meses depois, por 500 mil reais. Foi grande destaque por sua habilidade e velocidade, até ser vendido ao Lyon, clube francês que também pertence a John Textor, por dez milhões de euros (R$ 55,2 milhões) no início deste ano, a maior venda da história do clube.

+ Bom presságio? Botafogo tem boas lembranças de duelo com Defensa Y Justicia em território argentino

Nomes consagrados e oportunidades de mercado

Victor Cuesta

Depois de cinco anos defendendo o Internacional, Victor Cuesta foi emprestado ao Botafogo em abril de 2022, após perder espaço no Colorado. O argentino reencontrou seu melhor futebol no Glorioso, sendo um dos pilares da ótima defesa da equipe.

Marçal

Com boa carreira na Europa, com destaque para sua passagem pelo Lyon, Marçal chegou ao Alvinegro em julho do ano passado. O lateral estava no Wolverhampton, da Premier League, e ficou livre no mercado. Assumiu rapidamente a titularidade e se firmou como um dos melhores laterais esquerdos do país.

Diego Costa

Uma das contratações mais recentes, Diego Costa é mais um que assinou sem custou com o Botafogo. Com a lesão de Tiquinho Soares, o clube sentiu a necessidade de reforçar o elenco com outro atacante de ponta. O hispano brasileiro, assim como Marçal, também atuava pelo Wolves antes de chegar ao Glorioso. Um dos principais atacantes da última década e ídolo do Atlético de Madri, Diego chega para ser sombra de luxo para Tiquinho.

MAURÍCIO LUZ colaborou sob a supervisão de Paulo Victor

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.