Futebol Egídio exalta fase no Fluminense, diz que sempre pode melhorar e rebate críticas: 'Números falam por mim'

Egídio exalta fase no Fluminense, diz que sempre pode melhorar e rebate críticas: 'Números falam por mim'

Lateral tem 13 assistências e um gol com a camisa da equipe tricolor desde que chegou ao clube em 2020 e foi um dos heróis contra o Cerro

Lance
Lance

Lance

Lance

Um dos jogadores mais criticados pela torcida, Egídio foi decisivo para a vitória do Fluminense por 2 a 0 sobre o Cerro Porteño na Libertadores. O primeiro gol, marcado na última terça-feira, se soma às 13 assistências dadas desde que chegou ao clube em 2020. Com passagens por Flamengo, Cruzeiro e Palmeiras, o lateral-esquerdo disse, em entrevista coletiva no CT Carlos Castilho, estar acostumado com a pressão.

+ Lembra de todos? Veja os últimos uniformes lançados pelo Fluminense

- Cobrança a gente tem todos os dias, a todo momento. Eu cresci assim, sempre joguei em time grande, sempre sofri cobranças. Meus números falam por mim. Ano passado fui o líder de assistências do time, agora também venho desempenhando bom papel, fiz um gol importante, então é nisso que me apego, nos números. Se não quiser cobrança vai para time pequeno. Dou a resposta em campo, sem dar muito peso às críticas - afirmou o jogador.

Egídio foi bem logo depois de seu reserva, Danilo Barcelos, dar duas assistências na vitória de virada sobre o Sport, pelo Brasileirão. O lateral falou sobre a evolução pessoal e do Flu, que chegou a quatro jogos sem perder na temporada, sendo três triunfos e um empate.

Veja a tabela do Brasileirão

- Muito bom, crescendo jogo a jogo. É o que estamos priorizando, manter nossos pés no chão, treinar muito. O momento é bom, mas sempre pode ser melhor. Não pode relaxar nem tem como, com tantos jogos decisivos. É uma sequência boa desde o ano passado, quando chegamos à Libertadores. O meu momento individual é bom graças à força do elenco, estamos nos ajudando, dando valor ao momento e priorizando manter essa boa sequência - avaliou.

Apesar da vitória, a partida de ida das oitavas de final da Libertadores teve uma polêmica. A Conmebol inclusive admitiu o erro no lance de anulação do gol do Cerro Porteño. O clube paraguaio pediu a anulação do confronto, o que não deve ocorrer.

- Não cabe a nós comentar sobre erros da arbitragem. Fizemos nosso trabalho bem feito, conseguimos a vantagem e já estamos pensando no Grêmio. Eles resolvam os problemas deles - disse o lateral.

Uma das surpresas na viagem do Flu ao Paraguai foi o atacante Fred. Mesmo sem condições de entrar em campo por conta de um edema, o camisa 9 foi até Assunção para exercer o papel como líder no vestiário. O atacante é um dos grandes amigos de Egídio no elenco e ex-companheiro de Cruzeiro.

- É o nosso líder, nosso artilheiro. Ele fez questão de viajar com a gente para estar junto nesse momento importante. Era dúvida, a gente conversava muito, se fosse para ir "meia boca", era melhor preparar melhor para o segundo jogo. Ele sabe mais que ninguém a importância dele, estar com o Fred tem uma mega importância no vestiário. Ele fez questão de estar junto conosco, nosso grupo é muito unido e dedicado, isso mostra a união. É um ídolo, mas faz questão de estar junto com a gente sempre, mostrando nossa força e união - finalizou.

Últimas