Futebol Duílio prega calma para renovação com trio de reforços do Corinthians

Duílio prega calma para renovação com trio de reforços do Corinthians

Cazares, Otero e Jemerson chegaram recentemente ao Timão, mas têm vínculo apenas até o meio deste ano. Intenção é de renovar, mas não há pressa para resolver as questões

Lance
Lance

Lance

Lance

O Corinthians tem vivido um bom momento na temporada e parte desse desempenho é devido ao crescimento técnico de reforços recentes, como Otero e Cazares. Acontece que a dupla, ao lado de Jemerson, só têm vínculo com o clube até junho deste ano e precisam renovar para continuar defendendo o Alvinegro, mas o novo presidente, Duílio Monteiro Alves, pregou calma para pensar nessas situações logo no primeiro dia de seu mandato.

TABELA
> Veja classificação e simulador do Brasileirão clicando aqui

GALERIA
> Corinthians ainda não teve escalação repetida; confira as 27 formações

No momento em que foram contratados, já na reta final do ano passado, todos chegaram em condições bastante interessantes para o Timão, uma vez que reforçaram o clube praticamente sem custos e com salários abaixo de seus vencimentos anteriores. No entanto, assinaram vínculos com duração apenas até o meio de 2021, com prioridade para a diretoria corintiana renovar.

- Quando eles chegaram, foi a condição de eles virem. Para nós, na época, em termos financeiros foi muito boa, não tivemos nenhum custo, vamos dizer assim, alguns deles até diminuíram o valor dos salários que ganhavam nos outros clubes com vontade de vir ao Corinthians e sempre pensando no futuro, tanto eles, quanto nós para a gente pensar num vínculo maior, mais longo, a partir do momento que eles já estivessem aqui, adaptados ou não - comentou o presidente corintiano em entrevista coletiva na última segunda-feira.

Otero e Cazares chegaram do Atlético-MG em agosto e setembro, respectivamente. O venezuelano veio por empréstimo até o fim de junho (quando termina seu contrato), enquanto o equatoriano rescindiu seu vínculo com o Galo e assinou com o Corinthians também até o fim de junho. Ambos tem se destacado ultimamente e caíram nas graças da torcida, especialmente o camisa 10, que participou de um terço dos gols sob o comando de Mancini.

Jemerson, por sua vez, também rompeu seu contrato com o Monaco-FRA, mediante um acerto financeiro feito pelo Timão em novembro de 2020. A condição, assim como nos casos de Otero e Cazares, foi de assinar o vínculo até o meio de 2021. Sendo assim, o trio poderia assinar um pré-contrato com outros clubes. Apesar de pregar calma nas negociações, Duílio espera que as coisas se acertem, agora sob os cuidados de Roberto de Andrade e Alessandro.

- Acho que temos algum tempo, temos que começar a conversar sim, isso vai ficar a partir de hoje no comando do futebol com o Roberto (de Andrade) e com o Alessandro, mas lógico que temos que sentir, cada situação é uma situação, cada atleta tem um empresário diferente, tem uma vontade diferente, tem uma necessidade diferente. Então é lógico que a gente vai conversar sim, mas tem a hora certa, não sei se já chegou essa hora, vamos conversar aqui com a nova diretoria, com o treinador, e assim que tivermos certeza que isso é importante para o clube, que esses jogadores permaneçam, a gente vai tentar essa renovação, sem dúvida - completou o mandatário alvinegro.

Enquanto aguardam um desfecho para seus casos, Cazares, Otero e Jemerson devem permanecer como titulares no Corinthians de Vagner Mancini. O zagueiro tem a posição mais ameaçada por conta da ascensão de Bruno Méndez, que se destacou recentemente ao lado de Gil, mas a dupla gringa já faz parte da espinha dorsal do treinador responsável por melhorar o desempenho corintiano na classificação do Campeonato Brasileiro.

Últimas