Futebol Dortmund cogita nova redução salarial, mas não descarta renovação com Erling Haaland

Dortmund cogita nova redução salarial, mas não descarta renovação com Erling Haaland

Clube alemão deve encontrar dificuldades econômicas na segunda metade de temporada por conta dos portões fechados nos estádios devido ao aumento de casos de Covid-19

Lance
Lance

Lance

Lance

O Borussia Dortmund planeja uma nova redução salarial do elenco por conta dos efeitos da pandemia da Covid-19 na Alemanha, segundo o "Ruhr Nachrichten". Por conta do aumento do número de casos, as partidas do 2º turno da Bundesliga serão realizadas com portões fechados.

Sem a presença dos fãs no Signal Iduna Park, o Dortmund planeja deixar de arrecadar cerca de quatro milhões de euros (R$ 25,7 milhões) por jogo. Além disso, o clube tomou um prejuízo financeiro por ter sido eliminado na fase de grupos da Champions League e ter que disputar a Liga Europa.

> Veja a tabela da Bundesliga

No entanto, na contramão dos problemas econômicos, o Dortmund não descarta renovar o contrato de Erling Haaland. Segundo o "Bild", o clube alemão espera uma resposta do centroavante até fevereiro e o norueguês pode se tornar o atleta mais bem pago da história da equipe aurinegra.

Apesar do desejo da permanência do artilheiro, o clube alemão também planeja ter tempo para analisar outros atletas no mercado caso Haaland decida explorar a janela de transferências no próximo verão europeu.

Últimas