Futebol Dorival Júnior enxerga falhas do Flamengo contra o São Paulo e vê semifinal aberta: 'Não encaixou'

Dorival Júnior enxerga falhas do Flamengo contra o São Paulo e vê semifinal aberta: 'Não encaixou'

Treinador, contudo, valorizou o resultado e a "letalidade" da equipe no Morumbi

Lance
Lance

Lance

Lance

Uma vitória por 3 a 1, no Morumbi, e grande vantagem na semifinal da Copa do Brasil: o Flamengo teve motivos para comemorar nesta noite, mas a atuação diante do São Paulo não foi como Dorival Júnior desejava. Após o jogo, o treinador admitiu que a equipe teve dificuldades, especialmente no encaixe da marcação, mas não deixou de valorizar o resultado.

ATUAÇÕES: Santos e Everton Ribeiro levam as melhores notas do Flamengo em vitória sobre o São Paulo

- Todos viram que foi um jogo bem disputado. Um jogo que tivemos que nos superar em busca do resultado que a nossa marcação não encaixou em sentido nenhum. Demos espaço que foram bem aproveitados. Mesmo assim estávamos com a última linha bem postada. Isso tem sido um ponto positivo da nossa equipe, uma linha defensiva que passa confiança e nos dá um respaldo importante. Mesmo em um dia que não tivemos uma partida equilibrada dentro das nossas condições, fomos letais nas chances criadas e nos postamos bem defensivamente, neutralizando boa parte das chances criadas pelo São Paulo - afirmou Dorival, projetando um confronto ainda aberto:

- Foi um resultado importante, mas nada definido. Vamos enfrentar esse grande adversário novamente, que, com certeza pode modificar esse placar.

A volta pela semifinal da Copa do Brasil será no dia 14 de setembro. Até lá, o Flamengo segue na briga pelas primeiras posições do Campeonato Brasileiro e também definirá uma vaga na final da Copa Libertadores contra o Vélez Sarsfield (ARG), com jogos em Buenos Aires, no próximo dia 31, e no Rio de Janeiro, no dia 7 de setembro.

Retrospecto de cinco vitórias seguidas sobre o São Paulo

"Não levaremos esses números para campo. O importante é que a vantagem passará a ter sentido relevante se nós nos posicionarmos dentro de casa, fazendo um jogo totalmente diferente do que fizemos hoje. Em nenhum momento, dentro de todas competições que estamos disputando, demos tantos espaços ao adversário. Isso foi o ponto mais negativo da nossa equipe.

Não encontramos sentido no nosso posicionamento, que é o ponto alto do nosso trabalho, mas, mesmo assim, construímos um placar importante. Só tenho a parabenizar o elenco pela entrega, comprometimento e busca do gol, mesmo sem estar em noite totalmente positiva. Não deixou de atacar e se defendeu muito bem."

Rodízio entre os jogadores e time vivo nas três frentes

"Não abrimos mão de nenhuma competição. Talvez sejamos a única equipe brigando em três frentes. Saíamos da 14ª colocação, quando todos pediam que saíssemos daquela zona e hoje brigamos pelas melhores colocações. Falaram que não deveríamos ter entrado com o time que jogamos com o Palmeiras, mas a resposta foi muito positiva.

O João Gomes, que jogou contra o Athletico e Palmeiras, sentiu muito o jogo de hoje, pelo desgaste, pelo campo. Mesmo sendo jovem, com um preparo excepcional, teve dificuldades. Imaginem se tivéssemos jogado as duas partidas (com o mesmo time)?

Temos que tomar decisões que as pessoas não têm ideia das coisas que acontecem para tecerem comentários. Nós temos uma ciência do esporte, dentro do clube, que nos dá uma resposta muito positiva e eu, como profissional, jamais posso ignorar tudo que nos é passado. Isso foi fundamental para que tivéssemos esses resultados em sequência."

Últimas