Futebol Dirigente do Bayern afirma que Haaland não é prioridade

Dirigente do Bayern afirma que Haaland não é prioridade

Oliver Kahn reforça posição do clube de que não irá atrás do centroavante norueguês na próxima janela de transferências por conta do complexidade financeira

Lance
Lance

Lance

Lance

Oliver Kahn, ex-goleiro e atual dirigente do Bayern de Munique, afirmou que o clube não irá atrás de Haaland na próxima janela de transferências. Em entrevista ao "Sport Bild", o alemão justificou que o negócio é complexo do ponto de vista financeiro.

- Quem fala disso (possibilidade da contratação de Haaland) ainda não entendeu a situação. Todo o pacote custa mais de 100 milhões de euros (R$ 741 milhões). Para o Bayern é algo inimaginável. Lewandowski ainda tem dois anos de contrato e seu rendimento é inquestionável. Por isso não pensamos no Haaland.

> Veja a tabela da Bundesliga

Apesar de haver rumores, a saída de Haaland na próxima janela de transferências não será fácil. O Dortmund vive um bom momento e está próximo de conquistar uma vaga na Champions League, enquanto diversas equipes passam por um período de dificuldade econômica.

Segundo informações, o centroavante possui uma cláusula de 75 milhões de euros (R$ 556 milhões) para facilitar sua venda em 2022. Real Madrid, Barcelona e Manchester City estão entre os principais interessados dentre os que podem arcar com os custos no futuro.

Últimas