Futebol Dirigente cita alto salário e descarta chegada de Gignac ao Corinthians

Dirigente cita alto salário e descarta chegada de Gignac ao Corinthians

José Colagrossi Neto, superintendente de marketing e comunicação do Timão, esfriou a empolgação dos torcedores com o francês

Lance
Gignac fez gol e provocou o Palmeiras durante o Mundial de Clubes

Gignac fez gol e provocou o Palmeiras durante o Mundial de Clubes

Lance

Nos últimos dias, por conta da disputa do Mundial de Clubes da Fifa, o torcedor do Corinthians se empolgou com o francês Gignac, do Tigres-MEX, carrasco do Palmeiras no torneio, e que chegou a interagir com os corintianos por conta da rivalidade. Apesar da expectativa para o atacante defender o clube algum dia, a possibilidade foi esfriada por José Colagrossi Neto nesta sexta-feira (12).

O superintendente de Marketing, Comunicação e Inovação do Timão interagiu em uma conversa nesta manhã com torcedores que levantaram uma hashtag no Twitter para que o dirigente trouxesse Gignac para o Alvinegro. Sempre bastante direto, Colagrossi descartou a contratação e citou o alto salário do jogador, além do impacto que algo assim poderia ter no elenco.

"Algo em torno de 4 milhões de reais brutos por mês, para um (ótimo) jogador de 35 anos num calendário de dois jogos por semana. Além disso, como se sentiriam os nosso craques no elenco, vendo alguém cair de paraquedas ganhando de cara MUITO mais do que eles? Abraços e Bom Dia", afirmou.

Aos 35 anos, Gignac está desde 2015 no Tigres-MEX, onde é ídolo e maior artilheiro da história do clube. O atacante tem contrato com os mexicanos até o fim de maio e já poderia assinar pré-contrato com outra equipe, mas pelos valores fora da realidade do Corinthians e do futebol brasileiro, possivelmente seu destino não será em terras tupiniquins, pelo menos por enquanto.

'Sofri sim preconceito, como grande parte da população', diz Rycharlison

Últimas