Futebol Diante do Corinthians, Fluminense precisa mostrar evolução para reencontrar o caminho das vitórias

Diante do Corinthians, Fluminense precisa mostrar evolução para reencontrar o caminho das vitórias

Na última partida, contra o Atlético-GO, o Tricolor conseguiu apenas duas finalizações na direção gol do defendido por Fernando Miguel

Lance
Lance

Lance

Lance

O Fluminense terá uma chance para mostrar que evoluiu e corrigiu os erros apresentados na derrota por 1 a 0 para o Atlético-GO. Pelo menos é o que a torcida espera na tarde deste domingo, quando o Tricolor enfrenta o Corinthians, em São Januário, às 16h, em partida válida pela sétima rodada do Campeonato Brasileiro. O confronto terá transmissão em tempo real do LANCE!.

> Relembre os gols mais marcantes de Fred com a camisa do Fluminense

O jogo da última rodada pode ser considerado uma das piores atuações do Fluminense na temporada, pelo menos nos números. Segundo o site "Footsats", o time de Roger Machado conseguiu apenas quatro finalizações na partida. Para piorar, apenas dois arremates foram na direção da meta adversária.

> Conheça o aplicativo de resultados do LANCE!

Isto prova que, durante os 90 minutos, apenas duas finalizações tiveram chances reais de reais de serem convertidas em gol. A média do Fluminense, inclusive, já não é tão alta. Até aqui, a equipe tem uma média de 8.3 finalizações por jogo - é o quinto time que menos finaliza na competição. Ou seja, no último compromisso, o Tricolor finalizou menos do que a metade do que realmente costuma.

Outros números que chamam a atenção são os de lançamentos e cruzamentos. Contra o Atlético-GO, o Fluminense tentou 30 lançamentos e errou 17 - ou seja, deu a bola de graça para o adversário 17 vezes. Sobre os cruzamentos, 28 foram feitos, mas apenas três foram certos. Isso mostra que 89,3% dos cruzamentos tentados não deram em nada.

Apesar do sólido início de Brasileirão, o time de Roger Machado já apresentava alguns erros e problemas que ficaram evidentes na partida contra o Dragão, na última quarta-feira. Após o confronto, o próprio treinador admitiu uma atuação ruim e jogou luz para a alta quantidade de erros técnicos.

> Veja a tabela do Campeonato Brasileiro

- Não foi uma partida boa, mas não faltou empenho e dedicação. Os erros táticos nós corrigimos, mas os erros técnicos cometemos em demasia, sobretudo nos cinco minutos que antecederam o gol de escanteio. Retomávamos a bola e errávamos novamente tecnicamente, entregando a bola ao adversário até o escanteio que resultou no gol - disse Roger, que ainda completou.

- Os erros táticos a gente conserta, as variações a gente vai buscar, mas hoje foi um dia em que não atuamos bem, principalmente no que diz respeito a criar situações mais claras de jogo - finalizou.

Últimas