Descobridor de Ronaldo conta que não acreditava na idade do fenômeno

Ernier Brandts foi um dos responsáveis por levar craque brasileiro para o PSV em 1994. Assistente diz que atacante era diferente e citou as principais qualidades do camisa nove

Lance

Lance

Lance

Em 1993, Ernie Brandts descobriu Ronaldo no futebol brasileiro e foi responsável por levar o craque para o PSV. Há 25 anos, o atacante foi artilheiro do Campeonato Holandês e deu um passo importante para a consolidação de sua carreira no futebol europeu. O assistente técnico conta ao “Voetball” sobre suas primeiras impressões do fenômeno.

- Eu não acreditava no que via. Ronaldo era fisicamente forte, agressivo, com aceleração incrível, um chute forte e uma grande capacidade de marcar. Era de outro planeta. Eu imediatamente duvidei da idade dele. Não havia como ele ser tão bom aos 16 anos.

Brandts afirma que o PSV demorou para contratar o jogador por esperar ele ser convocado para a Copa do Mundo de 1994.

- O PSV esperou muito. Dez meses depois que vi Ronaldo, Kees Ploegsma Junior disse ao seu pai, que havia sido presidente no clube que o “Ronaldo, de quem Ernie falava, estava na Seleção Brasileira na Copa do Mundo”. Foi então que o PSV entrou em ação.

Após uma passagem curta pelo futebol holandês, o craque brasileiro teve uma temporada com a camisa do Barcelona antes de se mudar para a Inter de Milão e fazer sucesso no clube. Ronaldo depois foi para o Real Madrid, equipe em que mais jogou na carreira até ir para o Milan, onde encerrou sua carreira na Europa.