Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Descoberta do Corinthians abre espaço para possível 'último movimento' do clube no mercado da bola

Chegada de Gabriel Moscardo ao time titular fez o Timão interromper busca por volante e agora buscar um lateral-esquerdo...

Futebol|

Lance
Lance Lance

Foram necessários apenas 11 minutos de Gabriel Moscardo em campo pelo Corinthians, durante a vitória sobre o Liverpool, do Uruguai, na despedida do clube alvinegro na Libertadores, para que o volante fizesse o Timão economizar tempo e dinheiro no mercado da bola. Ainda que se recupere de uma cirurgia de amígdalas, avaliada como simples do ponto de vista clínico, o atleta se tornou titular em uma posição considerada carente e também fez com que o Timão economizasse dinheiro e ganhasse tempo para um último movimento no mercado da bola. 

A equipe do Parque São Jorge deseja investir em um lateral-esquerdo. É desejo do técnico Vanderlei Luxemburgo ter mais uma alternativa para o setor. O comandante corintiano teme pela parte física de Fábio Santos, que é o atleta mais velho do elenco, com 37 anos, e se preocupa com as oscilações de Matheus Bidu. O paraguaio Alan Rodríguez e o brasileiro Paulinho estiveram no radar do Corinthians nesta janela de transferências, mas as pedidas dos clubes que esses atletas defendem fizeram o time alvinegro recuar. O primeiro defende o Rosario Central, da Argentina, enquanto o segundo joga pelo Midtjylland, da Dinamarca.

+ Renove o seu estoque de camisas do Timão com o cupom LANCEFUT 10% OFF

E essa possível última investida corintiana por um ala canhoto às vésperas do fechamento da janela só é possível graças a Moscardo. Isso porque se caso o atleta não tivesse conquistado a comissão técnica corintiana e garantido o seu lugar entre os titulares do Timão, o momento atual seria de busca por um volante. Fora que o Corinthians estava disposto a investir até R$ 15 milhões para reforçar o setor. Foi por volta deste valor pelo que o Timão quase fechou com o colombiano Gustavo Cuéllar, ex-Flamengo. 

Publicidade

O departamento de futebol corintiano estava alinhado com o estafe de Cuéllar pela contratação do jogador. Porém, o Al-Hilal, da Arábia Saudita, fez jogo duro e não quis liberar o atleta por menos de 5 milhões de dólares (R$ 23,6 milhões, na cotação atual) inicialmente. No entanto, após a chegada do português Rubén Neves, os sauditas passaram a aceitar um valor menor para liberar o volante, a fim de abrir uma vaga de estrangeiro na equipe. As conversas com o Timão foram retomadas e estavam bastante avançadas, com o clube alvinegro aceitando pagar 3 milhões de dólares (R$ 14,2 milhões). Porém, já no final das tratativas, o Al-Shabab entrou na história, pagou a quantia desejada pelo Al-Hilal e ficou com o jogador. 

Dois dias antes do anúncio e Cuéllar no Shabab, Moscardo fazia a sua estreia como titular no elenco profissional corintiano e caia ainda mais nas graças no Time do Povo. 

O Corinthians também tentou a contratação de Zé Welison, do Fortaleza. No entanto, o presidente do clube nordestino descartou a possibilidade logo no primeiro contato. Comprado pelo Leão do Pici por R$ 1,25 milhão no segundo semestre do ano passado, o valor de mercado do atleta atualmente gira em torno dos R$ 4 milhões, de acordo com a plataforma ‘Transfermarkt’. O Tricolor Cearense possui 75% dos direitos econômicos do atleta, enquanto os outros 25% são do Atlético-MG.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.