Futebol Depois de 27 jogos em 93 dias, Santos tem semana livre para treinos

Depois de 27 jogos em 93 dias, Santos tem semana livre para treinos

Desde o início do Campeonato Brasileiro o técnico Fernando Diniz ainda não teve uma semana cheia para treinos no Santos. Agora, ele terá duas em sequência

Lance
Lance

Lance

Lance

Depois de uma maratona de 27 jogos em 93 dias, uma média de quase um jogo a cada três dias, o Santos terá uma semana livre de treinos, a primeira semana cheia depois do início do Campeonato Brasileiro. O técnico Fernando Diniz, que sofre pressão por resultados melhores no comando do clube, terá tempo para treinar com os reforços.

Desde o início do Brasileirão, no final do maio, o Peixe não teve mais de cinco dias de intervalo entre duas partidas entre Copa Sul-Americana (4 jogos), Copa do Brasil (5 jogos) e os próprios jogos da competição (18 jogos). Diniz terá semana livre para treinar antes da partida do próximo sábado, contra o Cuiabá, na Arena Pantanal, pela última rodada do primeiro turno do Brasileirão.

O treinador pode começar a contar com os reforços contratados para o segundo semestre. O meia Augusto já ficou à disposição na partida contra o Flamengo. O zagueiro Emiliano Velazquez será apresentado nesta segunda e pode ser uma opção assim que regularizo. Léo Baptistão já treina no clube e aguarda a documentação da China para poder estrear. Diego Tardelli pediu um prazo maior, mas em breve estará à disposição. Outro reforço esperado para o jogo contra o Cuiabá é o atacante Marinho.

Depois do confronto de sábado, o Alvinegro terá outra semana livre de treinos até a partida contra o Bahia, na Vila Belmiro, pela primeira rodada do segundo turno do Brasileiro. Serão duas semanas cheias entre os jogos do Brasileiro, e depois terá a decisão contra o Athletico-PR, também na Vila, pela volta das quartas de final da Copa do Brasil.


A tendência é que o meia Augusto e o atacante Tardelli, únicos reforços deste segundo semestre regularizados a tempo para a competição, possam ficar a disposição do Santos. A expectativa é ter o atacante Marinho de volta a equipe na decisão. Com o revés por 1 a 0 na ida, o Peixe busca reverter o placar contando com duas semanas livres e mais alguns reforços.

Últimas