Futebol Deco dispara contra 'revolução' de Guardiola no Barcelona: 'Uma mentira'

Deco dispara contra 'revolução' de Guardiola no Barcelona: 'Uma mentira'

Ídolo do Barça ocupa o cargo de diretor de futebol do clube atualmente

Lance
Lance

Lance

Lance

Em entrevista ao jornal "La Vanguardia", o diretor de futebol e ex-jogador do Barcelona, Deco, classificou foi direto ao classificar como mentira a 'revolução' liderada por Pep Guardiola em meados de 2008. Na visão do ex-jogador, o técnico encontrou uma boa base para desenvolver seu trabalho no clube catalão.

➡️ Siga o Lance! no WhatsApp e acompanhe em tempo real as principais notícias do esporte

- Quando ele chegou ao Barça, se falou de uma grande revolução, o que é uma grande mentira. Eu e Ronaldinho (Gaúcho) saímos, mas permaneceram Xavi, Iniesta, Busquets estava subindo (da base), Yaya Touré era o melhor jogador africano, Messi, Samuel Eto'o… - iniciou Deco.

Apesar das palavras duras, o dirigente não desmereceu o trabalho feito por Guardiola na equipe catalã. Para o dirigente, o Barcelona comandado por Guardiola foi o melhor time que ele viu na vida.

- Guardiola foi inteligente e, quando chegou, colocou ordem e sua qualidade como treinador, até construir a melhor equipe que vi na minha vida. E foi isso, soube não perder tempo com outras coisas - finalizou.

Deco atuou no Barcelona de 2004 a 2008, e fez parte de uma das melhores formações da história do clube. Comandado por Frank Rijkaard, o luso-brasileiro foi campeão da Champions League da temporada 2005/2006, além de ter conquistado dois campeonatos espanhóis (2004/2005 e 2005/2006) e duas Supercopas da Espanha (2005 e 2006).

Sua saída do clube se deu justamente após a chegada de Guardiola, em maio de 2008, quando o treinador comandou uma reformulação no elenco e deu espaço a jogadores mais jovens, como Lionel Messi, Sergio Busquets e o atacante Pedro.

No comando do Barcelona, Guardiola varreu o futebol europeu: foram três espanhóis consecutivos (2008/2009, 2009/2010 e 2010/2011), duas Copas do Rei (2008/2009 e 2011/2012), duas Champions League (2008/2009 e 2010/2011) e três Mundiais de Clubes (2009 e 2011), além de três Supercopas da Espanha (2009, 2010 e 2011) e duas Supercopas da Uefa (2009 e 2011).

Últimas