Futebol De desacreditado a candidato: veja semelhanças do Chelsea de 2011/2012 com o time de Thomas Tuchel

De desacreditado a candidato: veja semelhanças do Chelsea de 2011/2012 com o time de Thomas Tuchel

Equipe inglesa encara o Real Madrid pela semifinal da Champions League nesta terça-feira. Londrinos possuem a melhor defesa do torneio, mas é zebra nas casas de apostas

Lance
Lance

Lance

Lance

O Chelsea está na semifinal da Champions League, mas é o clube menos favorito para levar a competição nesta temporada tanto entre os torcedores, mas também como nas casas de apostas. No entanto, o clube inglês também foi desacreditado no torneio em 2011/2012 e acabou levantando o caneco em cima do Bayern de Munique pela primeira vez na história em pleno Allianz Parque.

Troca de técnicos

O ano atual revela algumas semelhanças entre este elenco, que ainda busca se provar com títulos pesados, e o consagrado time de Drogba, Ramires e companhia. E o primeiro aspecto que chama atenção é que em ambos os anos, os Blues trocaram de treinador no meio da temporada. Naquela ocasião, saiu André Villas-Boas para a chegada de Di Matteo, enquanto nos últimos meses Frank Lampard deu lugar a Thomas Tuchel.

> Veja a tabela da Champions League

Enquanto o italiano havia assumido o comando em Stamford Bridge apenas em março, o alemão da vez iniciou seu trabalho em janeiro. Apesar do Chelsea demonstrar alguma irregularidade ao longo da temporada, os resultados têm sido muito bons e é impossível descartar a equipe da final na Turquia. São 21 partidas com 14 vitórias, cinco empates, apenas duas derrotas e somente nove gols sofridos, enquanto 27 foram marcados a favor.

Coincidências

Assim como a equipe de nove anos atrás, os londrinos caíram no Grupo E e lideraram a fase nas duas temporadas. Além disso, este grupo eliminou um português nas quartas de final, enquanto o time de Di Matteo havia encarado o Benfica no ano do título. Nesta terça, os ingleses enfrentam o Real Madrid, nesta semifinal. Já o grupo de 2012 duelou contra o Barcelona, mas as semelhanças na Liga dos Campeões terminam por aí. Embora haja outras, como o fato de estar na final da FA Cup.

No entanto, além das semelhanças, o Chelsea tem arrumado a casinha e vem ganhando uma cara. A equipe chega nesta fase da Champions como a que tem a melhor defesa do torneio empatada com o Manchester City com apenas três gols sofridos, além de ter balançado a rede do adversário em 19 oportunidades, o 3º melhor e a frente do Real Madrid, adversário desta terça-feira.

Na Premier League, apesar da campanha ser irregular, os Blues estão se consolidando no G4 e buscam alcançar a 3ª posição, atualmente do Leicester, e uma vaga na próxima edição da Champions League diretamente. Por outro lado, o Real Madrid vem definhando na La Liga desde que ganhou o El Clásico do Barcelona.

O ponto é que não dá para descartar o Chelsea, principalmente em uma decisão em jogo único. Caso chegue na final, irá encontrar um adversário que nunca venceu uma Champions League e isso pode pesar a seu favor. Para além das semelhanças, o time de Thomas Tuchel é sólido na defesa e perde muito pouco, o que é essencial em duelos mata-mata. E uma última coincidência: o Estádio Olímpico Ataturk, sede da atual decisão, recebeu uma final disputada em 2005 e o campeão foi… um inglês.

Últimas