Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Esporte - Notícias sobre Futebol, Vôlei, Fórmula 1 e mais
Publicidade

De Bruyne faz golaço, Manchester City bate o Leicester e dorme na liderança da Premier League

Meia belga define resultado fora de casa com cobrança de falta perfeita, e time de Guardiola agora torce contra o Arsenal. Gunners entram em campo neste domingo

Futebol|Do R7


Lance
Manchester City tem o melhor ataque da Premier League com 37 gols marcados (Foto: GEOFF CADDICK / AFP)

A Premier League tem um novo líder. Ao menos até domingo. Neste sábado, o Manchester City visitou o Leicester no King Power Stadium, e os Sky Blues venceram os Foxes por 1 a 0. O gol da partida foi marcado por Kevin De Bruyne, em linda cobrança de falta.

DOMÍNIO

A equipe de Guardiola não contou com o artilheiro Erling Haaland, que teve um problema no pé, mas isso não impediu que os Cityzens dominassem a partida. No primeiro tempo, entretanto, os donos da casa conseguiram se segurar e levar a igualdade para o intervalo.

+ Veja a tabela e os jogos da Premier League

Publicidade

GOLAÇO

O zero saiu do placar com apenas quatro minutos do segundo tempo. O belga Kevin De Bruyne cobrou falta com maestria e acertou a gaveta do goleiro Danny Ward para fazer um verdadeiro golaço. O arqueiro se esticou todo, mas não foi capaz de evitar.

Publicidade

SITUAÇÃO

Com a vitória, o Manchester City chegou aos 29 pontos e assumiu a liderança provisória do Campeonato Inglês. O atual campeão pode ser ultrapassado pelo Arsenal, que entra em campo neste domingo. Os Foxes têm 11 pontos, estão na 17ª posição e podem entrar no Z-3.

+ Paulinho, Gerson… Listamos 10 brasileiros que estão com pouco espaço no exterior

SEQUÊNCIA

​Leicester e Manchester City voltam a campo pela Premier League no próximo fim de semana. A Raposa encara Everton, fora de casa, enquanto os Cityzens têm compromisso com o Fulham, em casa. Os dois jogos acontecem no sábado.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.