Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Da Zona Leste de São Paulo para a Suécia, atacante ex-Bragantino comenta experiências no futebol internacional

Jovem foi destaque do Flamengo-SP na 2ª divisão do Paulistão em 2022

Futebol|

Natural da Zona Leste de São Paulo, e atualmente jogando no futebol da Suécia, o atacante Victor Damasceno de Oliveira, mais conhecido como Vitinho, relembrou alguns momentos de sua carreira antes de desbravar a Europa.

Suas atuações no Paulistão sub-23 - 2ª divisão em 2022 (pelo Flamengo-SP) e 2023 (pelo Monte Azul) lhe renderam uma oportunidade no Vasalunds IF, da cidade sueca de Solno. Vitinho afirma que está contente com a experiência, apesar da insegurança inicial, e destacou a importância que a segunda divisão estadual teve na sua formação.

+ Quem são os jogadores investigados por suspeita de manipulação e onde eles estão hoje

+ Coritiba anuncia acordo por venda: veja os times brasileiros que ainda podem virar SAF em 2023

Publicidade

- Confesso que fiquei com medo (da transferência), por já ter passado por uma experiência desagradável no exterior, quando fui para a Bolívia, em 2018. Hoje, acompanhando de longe o início da competição em que me destaquei (Paulistão sub-23), vejo o quanto ela foi fundamental para o meu desenvolvimento.

O atacante de 22 anos ainda comparou o futebol paulista com uma escola que todo jogador deveria 'estudar', graças ao grau de dificuldade e competitividade dos jogos.

Publicidade

- Independentemente da divisão ou competição, as competições são bem difíceis, e têm muita visibilidade. Além disso, a minha vivência no terrão durante a infância ajudou a desenvolver a habilidade que tenho hoje.Vitinho defende o Vasalunds IF (Suécia) desde o início de 2023 (Foto: arquivo pessoal)

Sobre a adaptação ao novo país, Vitinho confessa que sentiu dificuldades no início, especialmente no idioma, clima e cultura. O jogador fez questão de destacar: o futebol do país, com mais contato físico, também é bastante diferente do brasileiro. Resta ao atacante arranjar uma forma de se adaptar ao estilo do país.

Publicidade

- A gente acaba se destacando pela habilidade e pela técnica que desenvolvemos no Brasil. Mas as dificuldades foram só no início, hoje estou adaptado. Tive muito apoio do clube e dos jogadores, fui muito bem acolhido e todos estão me ensinando muito. Foi a melhor escolha que pude fazer - finaliza.

O Vasalunds IF, time de Vitinho, disputa a 3ª divisão do Campeonato Sueco. O atacante já balançou as redes com a camisa da equipe e sonha com o clube brigando nas primeiras posições

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.