Futebol Cuca pede reforços no Santos e dá recado à diretoria: "Cansaço vem"

Cuca pede reforços no Santos e dá recado à diretoria: "Cansaço vem"

Técnico do Peixe cobrou a nova gestão, com Orlando Rollo à frente, por novas peças no elenco. Ele apelou e falou do cansaço com a sequência de jogos e viagens

Lance
Lance

Lance

Lance

Após vencer o Goiás por 3 a 2, na noite deste domingo, pelo Brasileirão, o técnico Cuca mandou um recado para a diretoria do Santos e pediu para reforçarem o elenco.

O treinador pontuou que o desgaste do elenco, tanto físico quanto pela quantidade de viagens, o preocupa. Que está com desfalques importantes: Sánchez, que rompeu o ligamento do joelho esquerdo, Raniel, com trombose na perna direita, e ao longo da partida Marinho e Kaio Jorge se mostraram cansados.

- Fizemos hoje o nono jogo em 27 dias se não me engano. É muita coisa. E não é só jogo, é a viagem. Estou feliz, torcedor está feliz, todos estão felizes. Mas quero deixar um recado importante para a diretoria atual, antiga, e para todos. Temos que comemorar a vitória, mas não sentar nela. Temos que reforçar nosso elenco. Perdemos o Sánchez por nove meses, Raniel não sei por tanto, Soteldo selecionado, Lucas Veríssimo machucado. Elenco está enxugando, hoje foi o Marinho - disse.

- Tenho essa ambição e para isso temos que pagar nossa dívida. Temos que reforçar nosso elenco. Hoje estou feliz com elenco, mas olho para o amanhã. Botafogo jogava muito em 2007 e 2008 e perdeu alguns jogadores e parou. Temos que reforçar esse grupo maravilhoso. Todos aqui sabem disso, jogadores também sentem. Se temos ambição de conquistar, temos que nos fortalecer - completou

O presidente Orlando Rollo viajou e esteve presente no jogo em Goiânia. O técnico Cuca já se mostrou incomodado com a possibilidade de vender Lucas Veríssimo e voltou a pontuar a falta de peças no elenco após o jogo.

Vale lembrar que o Santos não pode registrar novos jogadores, pois foi punido pela Fifa após não desembolsar nenhuma quantia ao Hamburgo por Cleber Reis, contratado em 2017.

Últimas