Futebol Cuca explica escolha por Santos titular contra o Palmeiras e mostra confiança na Libertadores

Cuca explica escolha por Santos titular contra o Palmeiras e mostra confiança na Libertadores

Após empate contra o Alviverde, Peixe tem compromisso importante pela Libertadores

Lance

No empate em 2 a 2 contra o Palmeiras, neste sábado (05), pela 24ª rodada do Campeonato Brasileiro, na Vila Belmiro, o técnico Cuca optou por escalar o Peixe com força máxima, mesmo com duelo importante, contra o Grêmio, pelo jogo de ida das quartas de final, marcado para esta quarta-feira (09).

De acordo com o treinador santista, o fato do clássico contra a equipe alviverde ter sido no sábado (05) ajuda na recuperação dos atletas santistas. Além disso, como Santos e Palmeiras tinham a mesma pontuação no Campeonato Brasileiro, o técnico do Peixe entendeu que seria importante ir a campo com força máxima.

- Nós tínhamos 37 pontos, ganhando iria para terceiro lugar hoje, e porque tenho domingo, segunda e terça para recuperar o jogador para quarta-feira. Hoje, se eu não ponho o time titular eu teria jogado na terça, iria esperar até quarta. Então a gente não tem uma certeza de que deixando os caras oito, nove dias parados ele vão render mais ou menos - afirmou Cuca em entrevista coletiva concedida após o jogo.

- Tem um certo momento que a melhor coisa que a gente tem para o jogador é jogar, quando ele não tem o desgaste físico, como eles não tiveram depois do jogo, eles treinara o suficiente, quando eles não tem o desgaste de locomoção, como não tiveram com viagens, com isso, então estavam prontos para o jogo - acrescentou.

Além de não ter conseguido vencer no clássico, o treinador do Santos acredita que o elenco vai confiante para o mata-mata na Libertadores.

- Chega forte, porque a gente tem uma base sólida de jogo. Terça-feira aqui a gente perdeu pra LDU, mas não era jogo para perder, era jogo para ter feito dois ou três, em que nós perdemos muitos gols e gerou uma instabilidade emocional na equipe, e uma decisão é sempre perigosa, como acabou acontecendo mas no geral a gente foi melhor e passamos adiante de fase. Então, a gente tem confiança, não é um empate com o Palmeiras que vai nos tirar a confiança, até porque jogamos bem. Na minha óptica, pecamos em um lance de cabeça, que foi o segundo gol do Palmeiras, e no primeiro um lance totalmente inconclusivo - afirmou o técnico do Peixe.

Com o empate no Clássico da Saudade, o Santos foi a 38 pontos no Brasileirão e está na sexta colocação. Se o campeonato terminasse hoje, o Alvinegro se classificaria para a pré-Libertadores.

Cuca

Cuca

Lance

(Foto: Ivan Storti/Santos FC)

Últimas