Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Esporte - Notícias sobre Futebol, Vôlei, Fórmula 1 e mais
Publicidade

Cristiano Ronaldo: 'Quem gosta de mim não tem que odiar o Messi'

Astro português abre o jogo sobre rivalidade com craque argentino e afirma que isso 'já acabou'

Futebol|Do R7


Cristiano Ronaldo concedeu uma entrevista coletiva nesta quarta-feira (6), visando o jogo da seleção de Portugal contra a Eslováquia na sexta-feira (8), às 15h45 (de Brasília), pela 5ª rodada do Grupo J das Eliminatórias da Euro 2024. O astro português aproveitou a oportunidade para relembrar sua rivalidade com Lionel Messi e reconheceu que a era de dominância da dupla chegou ao fim.

CR7, que ficou de fora da lista de indicados à Bola de Ouro 2023, ressaltou o respeito que tem pelo argentino e fez elogios ao antigo rival. Cristiano também pontuou que quem o admira não tem de odiar Messi. Ambos não atuam mais no futebol europeu; enquanto o português se transferiu para o Al-Nassr, da Arába Saudita, o argentino foi jogar no Inter Miami, dos Estados Unidos.

Cupom LANCEFUT com 10% OFF para os fanáticos por esporte em compras acima de R$299,90

- Não há rivalidade, isso já foi. Mas era uma rivalidade boa, que os torcedores gostavam muito. Mas não é "quem gosta do Cristiano tem que odiar o Messi" ou vice-versa. Por que são os dois bons, ou muito bons, que mudaram a história do futebol e continuam a mudar. E somos respeitados em todo o mundo. Acho que isso é o mais importante e ele está fazendo seu caminho e eu estou fazendo o meu - declarou Cristiano Ronaldo.

Publicidade

+ Cristiano Ronaldo fica de fora da Bola de Ouro pela primeira vez em 20 anos

- Independente de jogarmos fora da Europa. Ele tem feito bem, por aquilo que eu tenho visto, e eu também tenho feito as coisas bem. E é continuar. O legado continua. Mas a rivalidade não. Eu não vejo as coisas assim, porque eu até já vi isso algumas vezes, compartilhamos muitas vezes o palco, 15 anos, e acabamos sendo, não digo amigos, porque não jantei, nunca jantei com ele (risos), mas somos colegas de profissão, nos respeitamos mutuamente - concluiu.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.